O grupo G20 afirmou que a expansão económica global foi mais lenta do que era esperado, mas manifestou confiança de que a recuperação venha a acelerar.

“O crescimento mundial está aquém das nossas expetativas. Comprometemo-nos a tomar medidas para intensificar o crescimento económico e, por isso, estamos confiantes que a recuperação venha a acelerar”, declararam os ministros das Finanças e os governadores dos bancos centrais num esboço de comunicado após dois dias de reunião em Ancara.

Os líderes económicos também se comprometeram a resistir a “todas as formas de protecionismo”, na sequência da inesperada desvalorização do ‘yuan’ em meados de agosto.

Os dois dias de discussão dos países membros do G20 na capital turca centraram-se na desaceleração da economia chinesa e a suscetibilidade de muitas economias emergentes.

O G20 é constituído pelos ministros das finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo, mais a União Europeia.