Cultura

“I Should Have Known Better” marcou 1984. E que outras músicas estavam nos tops nos anos 80?

150

Quando foi lançada em 1984, a música "I Should Have Known Better", de Jim Diamond, que morreu há dias, saltou imediatamente para o primeiro lugar dos tops. E nos outros anos da década?

Jim Diamond morreu no sábado, aos 64 anos

Imagem retirada do Youtube

Autor
  • Maria Catarina Nunes
Mais sobre

Estávamos no final de 1984 e eram poucos os que não cantarolavam uma nova canção delicodoce: “I-I-I-I-I-I-I-I-I-I should have known better / I-I-I-I-I-I-I-I-I-I  should have known better”. Com esta melodia, Jim Diamond, o cantor escocês que morreu este sábado aos 64 anos, tinha alcançado um lugar de destaque na cultura pop. A 27 de outubro desse ano, pouco depois de “I Should Have Known Better” ter sido lançada, a música trepava imediatamente para o primeiro lugar do UK Chart  para ficar na dianteira durante uma semana. Sete dias seguidos sem largar o lugar. A canção só foi destronada por “The Power of Love“, dos Frankie Goes to Hollywood — mas só nessa lista, porque nas rádios continuou a tocar até à exaustão.

Nestes dias, muita gente recordou a música de Jim Diamond. Mas quais foram as outras canções que se tornaram hits ao longo da década de 80? Leia esta lista da Billboard — e, se quiser entrar no espírito da época, vista umas calças de licra e encha o casaco com umas ombreiras fartas. Prometemos que guardamos segredo.

1980. “Call Me”, Blondie

Em 1980, a americana Debbie Harry estava em tournée com os Blondie e decidiu fazer uma festa em Londres, no hotel onde estava hospedada. Várias artistas foram convidadas, como Chrissie Hynde, Siouxsie Sioux, Viv Albertine (Slits), Pauline Black (The Selecter), ou Poly Styrene (X-Ray Spex). A década era promissora para as mulheres na música.

1981. “Bette Davis Eyes”, Kim Carnes

O poema que deu origem a esta música tinha sido escrito em 1970 por Jackie DeShannon e Donna Weiss, mas foi em maio e junho de 1981 que se tornou popular pela voz de Kim Carnes. A música faz referência aos olhos da atriz Bette Davis.

1982. “Physical”, Olivia Newton-John

“Physical” foi um dos maiores sucessos da australiana Olivia Newton-John — transformou-se no single mais vendido da década nos Estados Unidos.

1983. “Every Breath You Take”, The Police

É uma das músicas incontornáveis da carreira dos Police (e de Sting, claro). O álbum em que foi editada chamava-se “Synchronicity”.

1984 – “When Doves Cry”, Prince

A concorrência era mesmo feroz: “Borderline”, de Madonna, ou “Thriller”, de Michael Jackson, por exemplo. Mas, no final, a canção do ano nos tops da Billboard foi mesmo a de Prince.

1985. “Careless Whisper”, Wham

Em março deste ano, a banda fez uma paragem nas gravações e atirou-se à estrada. Foi a primeira vez que um grupo pop ocidental visitou a China. George Michael e Andrew Ridgeley  aproveitaram para ficar no país durante dez dias.

1986. “That´s What Friends Are For”, Dionne Warwick

Entre 1962 e 1998, 69 músicas de Dionne Warwick entraram nos tops da Billboard. Esta, em que aparece ao lado de Stevie Wonder, de Elton John e de Gladys Knight, foi uma delas — e marcou a década.

1987. “Walk Like an Egyptian”, The Bangles

As The Bangles formaram-se em 1981 e não lhes faltaram êxitos, mas foi em 1987 que saltaram para número 1. Dois anos depois, o single “Eternal Flame” atirava-as novamente para o topo.

1988. “Faith”, George Michael

A tournée mundial de George Michael com “Faith” foi um marco na carreira do cantor, desta vez a solo. Mas os Wham também foram lembrados e havia músicas da banda no alinhamento.

1989. “Look Away”, Chicago

Os Chicago juntaram duas qualidades. Tempo: foram uma das bandas rock que mais anos tocou em conjunto. E capacidade de fabricar sucessos: venderam mais de 100 milhões de discos ao longo da sua carreira. Em 1989, “Look Away” deu uma ajuda.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)