O comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, sublinhou esta manhã que ainda não há acordo com o Governo português, que as negociações continuam em curso e que o estão a ser apresentadas novas propostas “nos últimos dias, nas últimas horas e mesmo nos últimos minutos” que vão na direção certa.

Durante a apresentação das previsões económicas de inverno da Comissão Europeia, sobre as quais, no caso de Portugal, aconselhou cautela na sua leitura porque ainda não têm em conta as mudanças operadas nas intenções do Governo após a apresentação do Esboço do Orçamento do Estado para 2016, o comissário Europeu diz que nada está resolvido.

Segundo Pierre Moscovici, apesar de o Governo ter apresentado muito recentemente novas propostas que vão na direção certa, Bruxelas ainda tem de as analisar em detalhe. Ainda assim, diz, Bruxelas mantém que quer que sejam cumpridas as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC), e apesar do otimismo, garante que nada está resolvido.

“Ainda não temos um acordo. Ainda não podemos anunciar um acordo, porque as negociações continuam”, disse o comissário europeu, mantendo-se, no entanto, confiante que as autoridades portuguesas estão comprometidas com o projeto europeu.

Sobre a opinião da Comissão Europeia, o comissário francês confirmou que na sexta-feira haverá uma reunião extraordinária do colégio de comissários para avaliar o orçamento português. Moscovici, e o vice-presidente da Comissão para o Euro, Valdis Dombrovskis, vão apresentar a sua opinião e será o colégio de comissários a decidir que chumbam ou dão luz verde ao orçamento português.

A Comissão Europeia continua em contactos permanentes com as autoridades portuguesas, com os dois comissários, Moscovici e Dombrovskis, em contacto com o Governo, e ainda com uma equipa técnica em Portugal.