O primeiro-ministro português reuniu-se, esta sexta-feira, com Carlos Silva, líder da UGT, e dirigentes dos três principais sindicatos do setor bancário. O encontro aconteceu em São Bento e teve com tema protagonista o futuro do Novo Banco, noticia o jornal Expresso.

Apesar de não fazer parte dos compromissos públicos de António Costa, a reunião — onde também estiveram presentes o ministro e o secretário de Estado das Finanças — acabou por prolongar-se durante quase uma hora e meia. Carlos Silva garantiu que um segundo encontro já está marcado para a próxima semana, no qual vão comparecer a administração do banco e os representantes sindicais.

Recorde-se que o governador do Banco de Portugal disse, em entrevista ao Expresso, que os contribuintes não irão suportar custos do Novo Banco. A responsabilidade pode mesmo vir a cair sobre outros bancos portugueses, uma vez que alguém tem de pagar as intervenções na banca. Carlos Costa chegou a dizer: “Se me der um endereço na lua para o qual se possa enviar a fatura do Novo Banco, eu mando”.