Parece que, decididamente, os dias de inverno acabaram. Pelo que está na hora de arrumar as meias, as botas e ir buscar, ao fundo do armário, os chinelos e as sandálias. O que é que falta aqui? Preparar os pés para a luz do sol. O jornal britânico Mirror diz que mais de metade das mulheres britânicas esconde os pés durante o verão devido à pele seca, dura, unhas descoloradas e calcanhares rachados. Motivos mais que plausíveis porque depois de meses enfiados dentro de botas, os pés precisam obrigatoriamente de um refresh da cabeça aos pés. Ou, neste caso, do calcanhar à ponta do dedo.

Esfoliação + hidratação

O primeiro passo para uns pés à prova de sol é uma esfoliação. Este é um passo que, se ainda não o faz, deveria adotar no banho durante o ano inteiro. Demora um minuto a fazer e é meio caminho andado para ter os pés apresentáveis em qualquer altura. Uma boa esfoliação ajuda a retirar a camada de pele dura e rachada dos calcanhares. Na sola dos pés, a pele, além de ser mais espessa, não tem glândulas de óleo e, por isso, desidrata com facilidade – daí as rachaduras e dureza. Depois da esfoliação, um bom hidratante específico para pés vai ser o seu melhor amigo. Dica: uma forma de fazer o hidratante atuar com mais intensidade é colocar bastante creme nos pés, calçar umas meias grossas e ir dormir. Talvez não seja o mais agradável no verão mas, até chegarmos aos picos de calor, pode tentar.

Fique de molho

Nos filmes, sempre que vemos as personagens no spa, têm os pés de molho numa bacia. Isto tem um motivo: Além de relaxar, o ato de deixar os pés de molho amolece a pele e deixa-a mais hidratada. A revista Health sugere uma receita de água morna com algumas gotas de óleo de Tea Tree (encontra facilmente nas lojas de produtos naturais como o Celeiro ou em gamas de algumas marcas como a The Body Shop) porque atua como anticético. De maneira geral, adotar uma rotina de, ao fim de semana, por exemplo, deixar os pés de molho durante uns minutos (quer antes da esfoliação para amolecer ou depois para limpar) vai deixá-los macios e hidratados.

Não tenha medo da maquinaria pesada

Os calos e as calosidades não são um bicho papão e são mais frequentes do que imagina. São causados pela pressão constante que fazemos para suportar o nosso peso, pela nossa forma de andar ou por usarmos sapatos errados e desconfortáveis. E podem ser apenas pequenos círculos de pele dura ou, em casos mais graves, causar dor e desconforto. De uma maneira ou de outra, não são bonitos de se ver e é exatamente aqui que vale a pena chamar a maquinaria pesada: aparelhos próprios para remover calos (como os da marca Scholl, à venda nos supermercados e farmácias) ou, em última análise, uma ida a um especialista para os remover.

Dê atenção às unhas

A primeira coisa que chama a atenção nos nossos pés, são as unhas. Depois, eventualmente, os calcanhares rachados. E um dos erros que grande parte das mulheres comete, durante o inverno, é deixar o verniz ganhar raízes nas unhas porque, afinal, estão todos os dias tapadas. Isto faz com que acabem por ficar descoloradas e baças. A revista Health explica que a melhor forma de preparar as suas unhas é deixá-las repousar durante uma semana, antes de as pintar novamente. Se estiverem descoloradas, esfregue-as com um quarto de limão — os limões contêm agentes oxidantes que ajudam a iluminar as unhas.

Na fotogaleria, em cima, sugerimos alguns produtos que vão deixar os seus pés prontos para a temporada de sandálias, desde máscaras em forma de meias a cremes com efeito frio, sem esquecer a maquinaria pesada, é claro, acessórios que vale a pena ter na gaveta da casa de banho.