O próximo encontro promovido pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) vai debater o tema “Que democracia?” e realiza-se no próximo dia 7 de outubro. Do painel dos catorze oradores convidados, fazem parte Mario Vargas Llosa, Ian Shapiro e Chantal Mouffe. O programa divide-se por oito conferências distintas e terá como palco principal o Teatro S. Luiz.

“Decidir o que é importante discutir sobre democracia, num só dia, foi uma tarefa democraticamente difícil”, disse Maria Lúcia Amaral, Comissária do Encontro FFMS 2016 na conferência de imprensa de apresentação do encontro, esta quarta-feira de manhã.

Para resolver este dilema “sobre o qual há muitas perguntas e poucas certezas”, Maria Lúcia Amaral explicou que a decisão do conselho conselho científico do qual fazem parte doze pessoas, passou por definir sete grandes questões que gravitam à volta do tema.

FMDS-12

Nuno Garoupa, presidente da Comissão Executiva da FFMS, Maria Lúcia Amaral, vice presidente do Tribunal Constitucional, na qualidade de Comissária do Encontro FFMS 2016 e David Lopes, também da Comissão Executiva da FFMS

“As maiorias têm sempre razão?”, “A democracia promove a justiça social?” ou “Os nossos representantes dão-nos prioridade?” são algumas das perguntas que pretendem lançar o debate nas várias sessões paralelas, com oradores com posições divergentes. O objetivo é gerar contraditório e incentivar a audiência a participar da discussão.

Tal como aconteceu em encontros anteriores, a FFMS não quer que o encontro dedicado à democracia se reduza a um debate meramente académico e promete trazer muita animação ao casco histórico de Lisboa, em especial ao Chiado.

[jwplatform g9WItiEq]

O debate sai à rua e a antecipar a conferência de abertura, com o orador Ian Shapiro, no dia 7 de outubro, o programa inclui também conversas ao fim da tarde nos jardins da FFMS. As sessões arrancam no dia 3, das 18h30 às 20h, e abordam a relação entre democracia e humor, música, literatura e participação. Depois, as noites prosseguem com um ciclo de cinema.

No espírito do tema do encontro, a fundação pretende ainda testar a participação democrática da audiência e segundo revelou David Lopes da FFMS, será o público a escolher, através do voto eletrónico, que festa de encerramento do encontro quer, no próprio dia.

Pode conhecer o programa detalhado do encontro, inscrever-se e adquirir o bilhete para o debate “Que democracia?“, no site da Fundação Francisco Manuel dos Santos. O preço normal custa 20 euros e o de estudante, cinco euros. Este valor inclui o acesso a todas as sessões plenárias e dá direito a participar também de um almoço conjunto, com oradores e público, que irá acontecer na cervejaria Trindade, em Lisboa.