A nave espacial chinesa Shenzhou-11, tripulada pelos astronautas Jing Haipeng e Chen Dong, iniciou esta quinta-feira o regresso à Terra, após separar-se do laboratório Tiangong-2, ao qual permaneceu fixada durante o último mês.

Durante a manhã desta quinta-feira na China, a nave desconectou-se do Tiangong-2 e está previsto aterrar nesta sexta-feira, segundo a agência oficial Xinhua.

O Shenzhou-11 deve permanecer no espaço, próximo do laboratório espacial, até que receba do centro de controlo em Pequim ordem para entrar na atmosfera.

Jing e Chen partiram da base de lançamentos de Jiuquan, no deserto de Gobi, norte da China, a bordo do Shenzhou-11, em 17 de outubro passado e atracaram no laboratório espacial no dia 19.

Os astronautas viveram e trabalharam no laboratório espacial, que foi lançado em setembro, onde realizaram experiências científicas e preparam o funcionamento da futura estação espacial chinesa, que deve começar a operar em 2022.

O Tiangong-2 irá manter-se na sua órbita atual, a cerca de 393 quilómetros de distância da superfície terrestre.