Desde fevereiro que o Ministério da Educação (ME) é inquilino da empresa pública Parque Escolar, tutelada tanto pelo Ministério da Educação como pelo Ministério das Finanças, escreve este sábado o jornal Público. O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, mudou-se para o n.º 2 da Avenida Infante Santo, em Lisboa, juntamente com três secretários de Estado (referentes às áreas educativas e do desporto).

A Parque Escolar, criada em 2007 para o “planeamento, gestão, desenvolvimento e execução do programa de modernização da rede pública e das escolas secundárias e outras afetas ao Ministério da Educação”, comprou o imóvel em questão em 2013.

Não é conhecido o valor global da renda que o ME paga à Parque Escolar face à ocupação parcial do edifício, apenas se sabe que serão pagos seis euros mensais por cada metro quadrado, segundo o jornal já citado, que, considerando as respostas dadas pelo ME, informa ainda que a mudança de gabinetes representa “poupanças significativas”.

Até fevereiro deste ano, o Ministério da Educação estava sediado na Avenida 5 de Outubro, também na capital.