Os doze rapazes e o treinador que estiveram quase duas semanas presas dentro de uma gruta no norte da Tailândia vão sair mais cedo do hospital onde foram internadas desde que foram resgatadas. Estava previsto dar alta à equipa de futebol na quinta-feira, mas os rapazes vão sair do hospital Chiang Rai Prachanukroh já na quarta-feira porque estão a recuperar mais rápido do que se esperava. E vão dar uma conferência de imprensa no mesmo dia, avança a BBC.

Essa conferência de imprensa vai ser controlada para que não afete a saúde mental dos doze rapazes e do treinador de 25 anos. Só podem participar os jornalistas que enviarem as perguntas antecipadamente ao porta-voz do governo tailandês, Sansern Kaewkamnerd. Essas perguntas serão depois analisadas por um psicólogo que aprovará algumas e eliminará outras. As questões escolhidas vão ser postas aos rapazes por um moderador.

De acordo com as declarações de Sansern Kaewkamnerd à Reuters, esta conferência de imprensa serve para “reduzir a curiosidade do público”: “Organizámos a conferência de imprensa para que, depois disso, os rapazes possam voltar às suas vidas normais”.