Anjos há muitos, mas, ano após ano, só um é escolhido para desfilar com o Fantasy Bra. Na próxima quinta-feira, em Nova Iorque, Elsa Hosk irá suceder à brasileira Lais Ribeiro na prestigiante tarefa de percorrer a passerelle com a peça mais cara do desfile da Victoria’s Secret. Chama-se Dream Angels Fantasy Bra e foi desenhado e confecionado pelo Atelier Swarovski. À primeira vista, parece bem mais simples do que os exemplares anteriores. Ainda assim, é composto por mais de 2100 cristais desenvolvidos em laboratório e topázios, revestido a prata de lei e está avaliado em um milhão de dólares (cerca de 877.000 euros).

Elsa Hosk e o Dream Angels Fantasy Bra

A peça passou pelas mãos de quatro artesãos e demorou 930 horas a ser feita, segundo divulgou a própria Swarovski. O visual de Hosk não fica por aqui. O atelier produziu ainda um colar e pulseiras de cristal, desenhados pelo criador escocês Christopher Kane. O presente veio mesmo a calhar para a modelo sueca, que celebra 30 anos na véspera do desfile. Elsa Hosk desfilou pela primeira vez para a Victoria’s Secret há sete anos, não tendo falhado nenhum desfile desde então. Em 2015, ganhou asas e tornou-se num dos famosos anjos da marca.

Conheça as 61 modelos confirmadas para o desfile da Victoria’s Secret

Com pedras criadas em laboratório, técnica explorada pela primeira vez em 2017, a Swarovski quer trazer a ética e a sustentabilidade para a passerelle da Victoria’s Secret. Em comunicado, a marca afirma que os cristais têm “os mesmos atributos óticos, químicos e físicos que os diamantes minerais”, reconhecendo-lhes ainda “a mesma dureza e brilho”. Quanto aos topázios, a marca refere ainda que foram adquiridos “através de fontes viáveis, no Brasil e Sri Lanka”.

O Fantasy Bra é um símbolo de luxo da marca norte-americana e já foi usado por nomes como Lily Aldridge, Adriana Lima, Alessandra Ambrosio, Candice Swanepoel, Gisele Bundchen, Tyra Banks, Heidi Klum e Karolina Kurkova. O deste ano está muito longe de ser o mais caro, posiciona-se, aliás, entre o mais barato de sempre, a par do The Million Dollar Miracle Bra, usado por Claudia Schiffer, em 1996.

O recorde pertence ao Red Hot Fantasy Bra, usado por Gisele Bündchen, em 2000, e avaliado em 15 milhões de dólares (na época, o equivalente a 17.263.200 euros). Agora, pela primeira vez, haverá uma versão mais em conta. Com cristais Swarovski, o Dream Angels Fantasy Bra estará à venda a partir do dia 29 de novembro nas lojas Victoria’s Secret e na loja online. Custará 250 dólares (cerca de 220 euros).

Shawn Mendes e Rita Ora: quem é que vai dar música aos anjos?

Shawn Mendes é o grande cabeça de cartaz da noite. O cantor canadiano (com ascendência portuguesa) troca o habitual palco pela passerelle montada em Nova Iorque e, como manda a tradição, interpretará os seus maiores êxitos. Rita Ora também está convidada, à semelhança de Bebe Rexha, ela que atuou nos Mtv European Music Awards, no passado domingo, da cantora norte-americana Kelsea Ballerini, do duo The Chainsmokers e dos britânicos The Struts.

Ao contrário do ano passado, quando Katy Perry não obteve visto para voar até Xangai, dificilmente haverá ausências de última hora. A Victoria’s Secret, com o seu grande evento anual, regressa a Nova Iorque (à Big Apple, mais precisamente), depois de dois anos a saltitar por outras paragens (em 2016, o desfile aconteceu em Paris). O desfile será gravado a 8 de novembro, à noite, e transmitido na ABC no dia 2 de dezembro.

Num alinhamento composto por 61 modelos, espera-se também que o desfile volte a estar dividido por temas. Desconhecem-se os nomes dos universos estéticos criados ao longo do evento, certezas só mesmo quanto às linhas que a marca apresenta todos os anos: Victoria Sport, Pink e coleção desenhada em parceira com Mary Katrantzou, a colaboração deste ano (em 2017, foi com a Balmain). A designer grega já começou a revelar algumas peças na sua conta de Instagram. Esperam-se estampados florais, rendas e muita cor, bem ao gosto americano.