O tenista português Pedro Sousa recebeu um ‘wild card’ para o quadro principal do Estoril Open, que vai decorrer entre 27 de abril e 5 de maio, no Clube de Ténis do Estoril, em Cascais, anunciou esta quarta-feira a organização.

O número dois nacional e 105.º colocado do ranking mundial atingiu, nas últimas duas edições, a segunda ronda do ATP 250 português, tendo sido eliminado em 2018 pelo compatriota João Sousa, que viria a sagrar-se campeão.

Em fevereiro, Pedro Sousa integrou, pela primeira vez na carreira, o ‘top-100’ da hierarquia ATP e esta quarta-feira foi agraciado com um convite, entregue pelo diretor do torneio, João Zilhão, para o evento organizado pela 3Love nos ‘courts’ de terra batida do Clube de Ténis do Estoril.

É um prémio pela carreira do Pedro Sousa, que recentemente atingiu o ‘top-100’ do ranking mundial e protagonizou dois dos melhores encontros da última edição do Millennium Estoril Open. No primeiro encontro, venceu ao francês Gilles Simon em três ‘sets’ e depois perdeu também em três partidas frente a João Sousa, que, inclusivamente, teve de salvar ‘match points'”, justificou João Zilhão.

O tenista lisboeta, de 30 anos, está esta semana a disputar o ‘Challenger’ de Marbella, em Espanha, onde na terça-feira viu o seu encontro frente ao espanhol Carlos Taberner ser suspenso no terceiro ‘set’ por falta de luz natural.