Rádio Observador

Greve

Trabalhadores dos portos desconvocaram greve após acordo com Administração do Porto de Sines

De acordo com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações Portuárias, foi estabelecido um novo protocolo com a Administração do Porto de Sines, que substitui um de 1994.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Os trabalhadores dos portos desconvocaram esta quinta-feira a greve marcada para abril, após a celebração de um novo protocolo com a Administração do Porto de Sines, que responde às reivindicações do pessoal em regime de turnos e técnicos de pilotagem.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações Portuárias (SNTAP), foi estabelecido um novo protocolo com a Administração do Porto de Sines, que substitui um de 1994, desatualizado em termos legais.

“Na sequência das orientações da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, foi hoje concluída com sucesso a negociação entre a Administração dos Portos de Sines e do Algarve, SA, liderada pelo seu presidente, José Luís Cacho, e o Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações Portuárias, liderado pelo seu presidente, Fernando Oliveira”, refere o sindicato em comunicado.

Segundo o SNTAP, o “novo protocolo de acordo garante a especificidade do pessoal técnico de pilotagem no porto de Sines, contemplando a atividade de pilotagem no que respeita à organização do trabalho e ao exercício dos direitos dela decorrente aí previstos”.

Na sequência do entendimento, o SNTAP “comunicou, formalmente, o levantamento da greve declarada pelo pré-aviso de 26 de março de 2019”. Os trabalhadores dos portos do continente tinham marcado uma greve para os dias 11, 12, 13 e 14 de abril para pressionar a Administração do Porto de Sines a cumprir a legislação laboral e o acordo coletivo do setor.

Segundo o SNTAP, a Administração do Porto de Sines não tem aplicado a legislação laboral e o acordo coletivo de trabalho aos trabalhadores abrangidos pela escala de serviço, que constituem as frentes de trabalho, “refugiando-se na existência do protocolo em vigor desde 1994”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)