Aconteceu depois da atriz britânica Amanda Henderson ter respondido incorretamente a uma pergunta no programa de televisão Celebrity Mastermind. Em vez do nome da ativista, que seria a resposta correta, a atriz de 33 anos respondeu: “Sharon?”.

O programa em questão chama-se Celebrity Mastermind e é um programa de cultura geral apresentado por John Humphrys, que pode ser visto na BBC 2 e que tem como concorrentes apenas celebridades. É bastante popular no Reino Unido e, desta feita, a convidada foi a atriz Amanda Henderson, Robyn Miller na série “Casualty” e parte do elenco no filme “Wild Bill”.

Naquela fase do programa, Henderson tinha de responder a perguntas rápidas no mínimo de tempo possível. A dada altura, John Humphrys pergunta: “O livro de 2019 chamado No One is Too Small to Make a Difference é uma coletânea de discursos de uma ativista climática sueca. Qual é o seu nome?”. Henderson abana a cabeça, claramente confusa, e responde, quase com uma pergunta: “Sharon?”.

O vídeo foi partilhado por várias pessoas nas redes sociais e tornou-se viral, dando origem a várias discussões nas redes sociais, mas entre as melhores reações está a da própria jovem ativista sueca. A tal “ativista climática sueca” que viu os seus discursos compilados em No One is Too Small to Make a Difference — Greta Thunberg — a que a pergunta se referia mudou o seu nome no Twitter para Sharon.

Esta é a rede social que a jovem sueca mais usa para partilhar e promover os seus eventos e organizações a que pertence. E não é a primeira vez que Greta faz uma mudança semelhante. Em dezembro, o presidente do Brasil Jair Bolsonaro chamou-lhe “pirralha”. Quase imediatamente, a jovem sueca mudou também a sua descrição na rede social para “pirralha”, acabando também por ser notícia. A palavra foi entretanto escolhida pelo Priberam e pela Agência Lusa como uma das que mais marcou o ano.

Uma das colegas de Henderson no elenco de “Casualty” veio entretanto em sua defesa através do Twitter. Amanda Mealing, Connie Beauchamp no pequeno ecrã, mostrou-se revoltada para com alguns dos comentários nas redes sociais e não hesitou em chamar atenção para a vulnerabilidade da colega.

“Acabei de ver as piadas mais cruéis e desrespeituosas sobre a Amanda Henderson no Mastermind. Pedidos para que ela se mate?? A sério, isto tem de parar”, disparou numa publicação na rede social Twitter.