Milhares de pessoas, entre locais e turistas, concentraram-se este sábado no Funchal para ver desfilar os carros alegóricos do cortejo de Carnaval da Madeira, com 1.900 figurantes.

O Governo Regional da Madeira investiu 480 mil euros neste programa que contribuiu, segundo números da secretaria do Turismo e Cultura, para uma ocupação hoteleira de 76%.

Segundo o secretario regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, aquela taxa representa cerca de 25 mil turistas na hotelaria convencional, que não tem em conta o alojamento local.

O presidente do executivo madeirense, Miguel Albuquerque foi um dos muitos espetadores do cortejo tendo considerado o Carnaval na Madeira um evento “popular, lúdico e económico” que “traz muito turismo à região”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“E este ano estamos aqui com um tempo do Rio de Janeiro”, acrescentou.

“O Carnaval tem tido muita eficácia na promoção turística da Madeira”, disse Miguel Albuquerque, adiantando que, para a Festa da Flor, “está quase todo cheio”.

O cortejo teve este ano o tema “Carnaval em Fantasia” e integrou 13 trupes que percorreram as avenidas que compõem a marginal do Funchal, desde a zona da rotunda do Porto do Funchal (Harvey Foster), passando pela Sá Carneiro, a Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, terminando na Praça da Autonomia.

O corso abriu com o carro de João Egídio, apostando nos elementos característicos da região como o vinho, o bordado, as flores e apresentando o projeto “Fantasia Colorida”.

Seguiram-se os Cariocas apresentando “Há 40 anos, Rei da Fantasia!”, o grupo Caneca Furada com “Disco”, os Geringonça mostraram “Uma Noite de Circo”, os Fura-Samba trouxeram “Era Uma Vez um Anjo, a associação Animad com “Spolight” e a Turma do Funil apostou no projeto “Da Magia à Diversão”.

O agrupamento Império da Ilha recordou que “A Vida São Dois Dias? o Carnaval São Três”, a trupe Fitness Group dançou o “Sonho”, os Sorrisos da Fantasia andaram na “Magia da Selva”, a associação de Animação e Tramas e Enredos idealizou uma “Madeira Cósmica”, os Sweet Dancers desfilaram subordinados ao tema “One World, One Love” e os Dance Flavourz a “Fantasia da Pérola do Atlântico”.

As trupes encheram a marginal de cor, luz, música e muita alegria, depois de, sexta-feira, devido à chuva, a secretaria do Turismo madeirense ter cancelado o desfile das crianças e o desfile solidário

O programa de Carnaval do Governo da Madeira termina na terça-feira com o tradicional “cortejo trapalhão”, no âmbito do qual os foliões dão “asas à sua imaginação”.