A SAD do Benfica apresentou “o melhor desempenho de sempre”, com um lucro de quase 104,2 milhões de euros líquidos no primeiro semestre de 2019/20 (1 de julho a 31 de dezembro de 2019). O resultado representa uma melhoria de 639,8% face à temporada passada, na qual foram apresentados 14,1 milhões de euros, anunciou o clube no Relatório e Contas divulgado esta sexta-feira na CMVM.

Estes resultados representam o melhor desempenho de sempre da Sociedade, os quais estão significativamente influenciados pela alienação dos direitos do jogador João Félix por um montante de 126 milhões de euros”, pode ler-se no documento.

A transferência do jogador para o Atlético Madrid, “após dedução dos encargos com a antecipação dos valores recebidos relativos a prestações futuras, os gastos com serviços de intermediação e do valor líquido contabilístico do direito do atleta à data da alienação, gerou uma mais-valia de 108,2 milhões de euros”, pode ainda ler-se.

“Este facto extraordinário deverá ser principalmente utilizado para resolver questões estruturantes, como são os casos dos investimentos na aquisição de atletas, a melhoria de infraestruturas desportivas e a redução da dívida financeira contratualizada”, esclarece o clube.