A Escola Básica n.º 2 de Paços de Ferreira foi encerrada, este sábado, pela autoridade de saúde depois de identificados seis casos positivos de Covid-19, anunciou, em comunicado, a Autoridade de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde de Vale do Sousa Norte, a câmara municipal e o agrupamento de escolas. Segundo apurou o Observador junto de fonte oficial da autarquia, entre os infetados estão funcionários, alunos e professores. Este surto estará relacionado com um outro, numa empresa de móveis, onde foram detetados três casos.

O encerramento da escola, “preventivo e temporário”, tem como objetivo a “limpeza e desinfeção” do espaços, de forma a assegurar “as condições de segurança aquando da sua reabertura”. A decisão teve em conta “a avaliação de risco e por se considerar existirem condições de grave risco para a saúde pública”.

“Todos os contactos identificados como de alto risco de exposição, aos quais tenha sido determinado isolamento profilático pela autoridade de saúde, devem cumprir rigorosamente as orientações desta Autoridade”, alertam ainda as entidades, no comunicado.

Os seis casos identificados estarão relacionados com um outro surto, numa empresa de móveis, onde, segundo o jornal Imediato, foram identificados três casos positivos. A empresa terá de fechar portas até 11 de julho. O primeiro caso surgiu a 26 de junho, tendo os restantes 20 trabalhadores sido testados. Foram identificados mais dois casos.