A Direção-Geral da Saúde recomendou, esta quinta-feira, que a vacina da AstraZeneca seja dada apenas a pessoas com mais de 60 anos enquanto se aguarda que mais dados sejam recolhidos e analisados sobre os potenciais efeitos secundários deste imunizante.

O anúncio foi feito pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, numa conferência de imprensa no Infarmed, em conjunto com Rui Ivo, presidente do Infarmed, e o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task force do Plano de Vacinação Covid-19.

Quais as implicações diretas desta nova recomendação?

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.