Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Está previsto que o Mustang Mach-E chegue ao mercado português no decurso deste mês, mas o modelo da Ford enferma de um problema que, segundo a marca, leva a bateria de 12V a “morrer” durante o carregamento.

Ao que parece, tudo não passará de uma deficiência de software, que leva a que o novo SUV eléctrico possa “secar” por completo a bateria de 12V enquanto recarrega a bateria grande, aquela que alimenta os motores eléctricos que fazem o veículo deslocar-se. Sucede que, se a pequena bateria de 12V ficar inoperacional, o Mach-E não anda, pois todos os sistemas que são fundamentais ao funcionamento do Mustang eléctrico ficam sem energia.

2 fotos

Apesar de alguns clientes lamentarem a sua sorte nas redes sociais e fóruns, a Ford defende-se afirmando que o problema afecta um número relativamente reduzido de unidades. Isto não impediu o construtor de reportar a avaria à Administração Nacional de Segurança no Transporte Rodoviário norte-americana (NHTSA), admitindo a necessidade de ter que visitar um concessionário para resolver a situação.

A deficiência é ainda mais frequente em zonas mais frias, onde os condutores deixam os veículos ligados à corrente durante a noite, até para poderem recorrer à função de aquecer o habitáculo antes de iniciar a viagem, sem consumir a bateria que alimenta os motores, evitando limitar a autonomia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR