Olá

832kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Franceses caíram nos oitavos de final do último Europeu contra a Suíça
i

Franceses caíram nos oitavos de final do último Europeu contra a Suíça

Getty Images

Franceses caíram nos oitavos de final do último Europeu contra a Suíça

Getty Images

França (Grupo D). Um toque Real para Deschamps voltar a correr atrás da história

França chega à Alemanha como vice-campeã mundial e Deschamps pode tornar-se primeiro a juntar Europeu e Mundial como treinador e jogador. Mbappé, acabado de assinar pelo Real, continua a ser a figura.

A crónica candidata à conquista final. Apesar da desilusão no Euro-2020, onde não foi além dos oitavos de final, França surge no Campeonato da Europa como vice-campeã do mundo e presença regular nas últimas decisões internacionais. Na Alemanha, de forma natural, Didier Deschamps vai procurar fazer o xeque-mate com esta geração e juntar o Europeu ao Mundial conquistado na Rússia em 2018.

Sem Lucas Hernández, que está lesionado, o selecionador francês surpreendeu e chamou de volta N’Golo Kanté, que está a jogar na Arábia Saudita. Ainda assim, os olhos continuam a cair no mesmo homem: Kylian Mbappé chega ao Euro-2024 acabado de assinar pelo Real Madrid, sem permitir que a novela se prolongasse competição adentro, e continua a ser o abono de família dos franceses.

Inserida no grupo D, com Países Baixos, Polónia e Áustria, França é obviamente favorita a seguir em frente para os oitavos de final e uma das candidatas a uma presença na final e à conquista do próprio Europeu. Algo que faria com que Didier Deschamps, selecionador francês desde 2012, fosse o primeiro de sempre a ser campeão europeu e mundial como jogador e treinador.

BI

  • Ranking FIFA atual: 2.º
  • Melhor ranking FIFA: 1.º (entre maio de 2001 e maio de 2002 e de agosto a setembro de 2018)
  • Alcunha: Les Bleus (Os Azuis)
  • Presenças em fases finais: 10
  • Última participação. Oitavos de final no Europeu em vários países, em 2020
  • Melhor resultado. Vencedor do Europeu de França em 1984 e do Europeu dos Países Baixos e da Bélgica em 2000
  • Qualificação. Apuramento direto como primeiro classificado do grupo B com Países Baixos, Grécia, Rep. Irlanda e Gilbraltar
  • O que seria um bom resultado? Voltar à final do Campeonato da Europa e procurar conquistar novamente o troféu

Jogos em 2024

  • Jogo particular, 23/3: Alemanha (casa), 0-2 (D)
  • Jogo particular, 26/3: Chile (casa), 3-2 (V)
  • Jogo particular, 5/6: Luxemburgo (casa), 3-0 (V)
  • Jogo particular, 8/6: Canadá (casa), 0-0 (E)

O onze

  • 4x3x3: Mike Maignan; Jules Koundé, Saliba, Upamecano, Pavard; Zaïre-Emery, Tchouaméni, Rabiot; Dembélé, Griezmann e Mbappé

O treinador

  • Didier Deschamps (francês, 55 anos, desde 2012)
  • Outros clubes: Mónaco, Juventus e Marselha

O craque

  • Kylian Mbappé (25 anos, avançado do Real Madrid)
  • Outros clubes: Mónaco e PSG

A revelação

  • Warren Zaïre-Emery (18 anos, médio do PSG)
  • Outros clubes: PSG (formação)

O mais internacional e o maior goleador

  • Hugo Lloris (145 internacionalizações) e Olivier Giroud (57 golos)

Os 25 convocados

  • Guarda-redes (3): Alphonse Areola (West Ham), Mike Maignan (AC Milan) e Brice Samba (Lens)
  • Defesas (8): Jules Koundé (Barcelona), Jonathan Clauss (Marselha), Benjamin Pavard (Inter), Ibrahima Konaté (Liverpool), William Saliba (Arsenal), Dayot Upamecano (Bayern), Théo Hernández (AC Milan) e Ferland Mendy (Real Madrid)
  • Médios (6): Eduardo Camavinga (Real Madrid), Youssouf Fofana (Mónaco), Adrien Rabiot (Juventus), Warren Zaïre-Emery (PSG), Aurélien Tchouaméni (Real Madrid) e N’Golo Kanté (Al-Ittihad)
  • Avançados (8): Bradley Barcola (PSG), Ousmane Dembélé (PSG), Kingsley Coman (Bayern), Olivier Giroud (AC Milan), Randal Kolo Muani (PSG), Kylian Mbappé (Real Madrid), Marcus Thuram (Inter) e Antoine Griezmann (Atl. Madrid)

O centro de estágio

  • Home Deluxe Arena, em Bad Lippspringe

A antevisão

"Tivemos uma saída prematura no último Europeu. Quando se vence tudo é perfeito. No entanto, quando perdemos, os detalhes que não importam ganham uma nova importância. Num nível elevado é muito difícil vencer e mantermo-nos no topo é ainda mais difícil, porque só uma equipa ganha e depois as outras não dormem. O que me faz continuar é a paixão, o desejo e a determinação."
Didier Deschamps, selecionador da França

A ligação a Portugal

Os anos passam, mas a ligação de França a Portugal continua a ser a mesma. Para além da eterna final de 2016, que a Seleção Nacional venceu com o golo de Éder no prolongamento, é Antoine Griezmann quem carrega a conexão entre os dois países. O avançado do Atl. Madrid é neto de um português, que até jogou no P. Ferreira, e passava as férias de verão precisamente na cidade nortenha. Griezmann surge na Alemanha dois anos depois do regresso aos colchoneros e com 24 golos marcados na última temporada, um número que não atingia desde 2018.

Griezmann, o francês com raízes portuguesas e alemãs que joga em Espanha mas gosta é do Uruguai (e do compadre Godín)

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine um ano por 79,20€ 44€

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Verão 2024.  
Assine um ano por 79,20€ 44€
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Este verão, mergulhe no jornalismo independente com uma oferta especial Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver ofertas Oferta limitada