Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os defensores do “marxismo”, do “marxismo-leninismo” e do “marxismo-leninismo-estalinismo” continuam à espera de um milagre que tarda em chegar: a construção do “verdadeiro socialismo”. Enquanto aguardam, vão teimando em acreditar que vale a pena tentar uma vez mais, mesmo com os gigantescos e enormes prejuízos humanos, económicos e políticos que isso acarreta.

Cuba é mais um exemplo disso. Os comunistas e seus partidários agarram-se a esse exemplo como a uma das últimas “bóias de salvação”. Um pequeno país insular socialista continua, com um povo unido, a resistir ao gigante vizinho capitalista. O conto é bonito, mas não é nada verdadeiro.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.