817kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Protestos. "Agricultores não desmobilizam sem uma resposta do Governo"

A autarca de Portalegre afirma que os agricultores "não vão desmobilizar enquanto não existir uma resposta do Governo". Fermelinda Carvalho diz que o setor está "cansado e desgastado".

Agricultores manifestam-se durante uma ação de protesto na fronteira do Caia, uma ação realizada nas estradas de várias zonas do país, reclamando “condições justas” e a “valorização da atividade”, na fronteira do Caia, em Elvas, 01 de fevereiro de 2024. A iniciativa é do Movimento Civil Agricultores de Portugal, que se apresenta como um movimento civil espontâneo e apartidário que une agricultores e sociedade civil em defesa do setor primário. Em causa estão os cortes nos pagamentos aos agricultores no âmbito do Plano Estratégico da Política Agrícola Comum (PEPAC). NUNO VEIGA/LUSA

Oiça Resposta Pronta em podcast

Capa do programa

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos