Cinema

Prémios da MTV deixam de ter distinção de género. Atrizes e atores na mesma categoria

105

Emma Watson e Hugh Jackman ou Emilia Clarke e Jeffrey Dean Morgan estão na mesma categoria dos MTV Movie & TV Awards. Este ano, a distinção de género foi abolida dos prémios.

A primeira edição destes prémios da MTV aconteceu em 1992

MTV/Twitter

Pela primeira vez na história destas cerimónias, não vai haver distinção de género na atribuição dos prémios. A novidade foi introduzida pelo canal norte-americano MTV e vai ser posta em prática já na próxima edição dos MTV Movie &TV Awards, que decorre a 7 de maio. Mas esta não é a única novidade.

Atores e atrizes vão disputar os prémios de melhor atuação entre si em categorias sem distinção de género. Desta forma, Emma Stone e Hugh Jackman vão disputar o prémio da categoria de melhor atuação no cinema, que inclui, também, Daniel Kaluuya, Hailee Steinfeld, James McAvoy e Taraji P. Henson.

Esta edição inclui, pela primeira vez, a introdução de prémios e indicações de televisão. A cerimónia anual, que se chamava MTV Movie Awards, passa a chamar-se MTV Movie &TV Awards. Na área da televisão, os prémios sem distinção de género também se mantêm. Donald Glover, Emilia Clarke, Gina Rodriguez, Jeffrey Dean Morgan, Mandy Moore e Millie Bobby Brown. De acordo com o site Billboard, “a MTV deitou abaixo o muro do género com categorias exclusivamente sem género”.

A cerimónia tem data marcada para 7 de maio deste ano e será apresentada por Adam Devine, ator e comediante. As votações dos prémios já se encontram abertas.

Também cinco novas categorias foram introduzidas na edição de 2017: melhor anfitrião, para a qual Ellen DeGeneres e John Oliver estão indicados, melhor programa de competição, tearjerker (que pretende premiar o filme ou série televisiva que mais fazem os fãs chorar), melhor história americana (atribuído ao filme ou série televisiva que melhor mostra a América) e, por fim, melhor luta contra o sistema (para premiar o filme ou série que melhor representa uma luta contra o sistema).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Orçamento do Estado

Tributação com sal q.b.

Susana Claro

Quando se atingem níveis de tributação em que os impostos indiretos são responsáveis por metade do preço de venda dos produtos, há que indagar se não estará na altura de decidir que Estado queremos.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site