Elétricos

Elextra. 600 km de autonomia, mas com uma condição

102

Primeiro modelo eléctrico da pequena companhia de design suíça Classic Factory, o Elextra reclama 600 km de autonomia. Contudo, a própria marca assume que tal só é possível com uma condição.

Autor
  • Francisco António
Mais sobre

Com apresentação, em princípio, ainda para o presente ano, o Elextra, modelo com que a suíça Classic Factory pretende estrear-se no mercado automóvel, acaba de dar mais um passo em frente. A marca anunciou que o modelo 100% eléctrico será capaz de cumprir 600 km com uma única carga de bateria. Com um senão: isso só é possível desde que se mantenha uma velocidade estável de 100 km/h.

Embora com uma estética exterior que parece aproximá-lo mais, por exemplo, do Lamborghini Aventador, o Elextra não esconde o propósito de se assumir como um rival sim, mas dos modelos Tesla. Cujo Model S 100D anuncia, com uma única carga e de acordo com o New European Driving Cycle (NEDC), 632 km de autonomia, ao passo que a versão mais desportiva deste mesmo modelo, fala em 613 km. Já a menos optimista Agência de Protecção Ambiental dos EUA atribui-lhes, respectivamente, autonomias de 539 e 507 km.

No entanto, seja qual for a autonomia real do Elextra, a verdade é que, pelo menos para já, torna-se impossível compará-la com as dos Tesla. Já que, no caso dos eléctricos norte-americanos, o valor foi obtido segundo os parâmetros do NEDC e, como tal, ao longo de um processo em que cumpriram várias velocidades, ao passo que a autonomia anunciada pela Classic Factory é obtida em velocidade estabilizada.

Ainda sobre o Elextra, importa recordar que a redução do peso foi uma das preocupações dos seus criadores, razão pela qual optaram por construir tanto a monocoque, como o corpo do automóvel, em fibra de carbono.

Quanto à propulsão, é assegurada por dois motores eléctricos, distribuídos pelos eixos, o que não só garante uma espécie de tracção integral permanente, como uma potência na ordem dos 689 cv. Valor que, ainda segundo a Classic Factory, permite a este quatro portas eléctrico acelerar dos 0 ao 100 km/h em não mais que 2,3 segundos, para atingir uma velocidade máxima (anunciada) a rondar os 250 km/h.

O Elextra deverá ser produzido, de forma artesanal, na Alemanha, sendo que o fabricante assumiu já não pretender construir, nesta fase inicial, muitas unidades do modelo. No máximo, 100.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Estado

O Estado e a verdade

Rui Ramos

Este é um Estado que teve seis anos José Sócrates à frente do governo, carregado de suspeitas de corrupção, mentira e conspiração contra o Estado de direito – e nada fez para esclarecer as dúvidas.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site