Unhas

10 erros que provavelmente comete ao pintar as unhas

Tomar um banho quente, usar cotonetes para limpar os excessos ou produtos de secagem rápida são alguns erros que muitas mulheres cometem na manicure caseira. E que a estragam mais rapidamente.

Às vezes só queremos mesmo uma cor rápida antes de sair de casa. Mas a não ser que queira ficar frustrada quando, dois dias depois, ela começar a lascar, não pinte as unhas à pressa nem salte etapas.

Anna Webber/Getty Images

Autor
  • Helena Magalhães

Para quem não é fã de unhas de gel nem nunca se vai render ao gelinho, a rotina de pintar as unhas todas as semanas já é quase um gesto automático. Mas a verdade é que dizer que o verniz aguenta uma semana é ser muito otimista, certo? Toda a gente comete um ou outro erro — por preguiça ou para despachar — que faz com que a promessa de unhas arranjadas durante toda a semana seja apenas uma miragem. Mas continuamos a acreditar. E todas as semanas continuamos a pintar com a esperança de que é desta que vão aguentar.

Não é preciso ser-se uma profissional para conseguir ter unhas bonitas. Mas sim evitar alguns erros que muita gente comete uma vez ou outra.

1. Tomar um banho quente depois

Sabe sempre bem aquela rotina de máscara no rosto, no cabelo, pintar as unhas e, no fim, um bom banho. Mas esse é de facto um mau hábito — para as unhas, pelo menos. A não ser que espere uma hora completa após a manicure para se enfiar debaixo do chuveiro, o mais certo é este ainda não ter secado o suficiente. O calor e o vapor podem manchar ou causar bolhas. Na verdade, um truque para acelerar o processo de secagem é molhar as mãos em água fria várias vezes e deixar secar ao ar.

2. Acelerar o processo da manicure

Às vezes só queremos mesmo uma cor rápida antes de sair de casa. Mas a não ser que queira ficar frustrada quando, dois dias depois — ou menos –, ela começar a lascar, não pinte as unhas à pressa. É absolutamente crucial permitir que a base, a primeira aplicação, a segunda aplicação e o top coat sequem completamente antes de passar ao passo seguinte. Basicamente, os solventes no verniz precisam de cerca de dois minutos para evaporar antes de receberem outra camada por cima.

3. Saltar alguma das etapas anteriores

A base de verniz é tão importante quanto o hidratante antes de aplicar a maquilhagem. O site PopSugar explica que a nossa unha natural tem óleos que impedem o verniz de aderir. O que a base vai fazer é selar estes óleos antes da cor. Algumas marcas têm bases e top coats num único produto — para facilitar — mas os resultados nunca serão tão eficientes porque o objetivo de um top coat é criar uma película protetora (é mais espesso e ajuda a aumentar a longevidade do verniz) mas nunca irá bloquear corretamente os óleos das nossas unhas como a base.

4. Ir para a cama logo depois de pintar as unhas

Esta é básica mas, afinal, parece que muitas mulheres o fazem. Mesmo que as unhas possam parecer secas em 20 ou 30 minutos, demora mesmo um dia inteiro até que o verniz seque completamente. E na cama, colocamos as mãos debaixo da cabeça ou do corpo e as unhas ficam espalmadas contra os lençóis. A altura ideal para fazer a manicure caseira será sempre de manhã ou depois de almoço para ter tempo de o verniz secar ao ar. E utilizar sempre o truque da água fria.

5. Usar cotonetes para limpar os excessos

Toda a “pintora de unhas caseira” precisa de, no fim, dar uns retoques nos excessos que ficam na pele ao redor da unha. Mas usar cotonetes é o maior erro — o algodão do cotonete vai quase de certeza colar ao verniz. O truque mais fácil é usar um velho pincel de maquilhagem plano. Mergulhe-o no removedor de verniz e limpe os excessos imediatamente enquanto a tinta está não está seca.

Outdoor mani in the middle of the arctic? Why not! #OPIIceland shade #LessIsNorse

A post shared by OPI (@opi_products) on

6. Aplicar demasiadas camadas

Para compensar as diferenças de tons no frasco e na unha, muitas mulheres tendem a pintar camadas grossas para aumentar a cor. O site StyleCaster explica que quantas mais camadas aplicar, mais tempo vai demorar a secar e, quanto maior o tempo de secagem, mais provável é o verniz começar a manchar. Além disso, camadas grossas têm tendência a ficar pastosas e, ao mínimo movimento, lá está a manicure estragada e é preciso repetir tudo novamente. Duas camadas é o número ideal.

7. Abanar o frasco de verniz antes de começar a pintar

Este é um daqueles gestos que todas as mulheres fazem sem saberem muito bem porquê. É um mito urbano da manicure totalmente errado. Sabe o que é que acontece quando abana o frasco? Bloqueia o ar lá dentro, o que cria bolhas no verniz. O mesmo acontece quando empurra o pincel até ao fundo do frasco ou entra na dança do tira e põe o pincel. Basta rolar o frasco nas mãos e suavemente colocar e tirar o pincel durante a manicure.

8. Tentar pintar as unhas numa só pincelada

Ninguém o consegue fazer — nem as profissionais — porque as laterais das unhas vão sempre falhar e fica a ideia de manicure inacabada ou unhas retangulares. O truque profissional é pintar a unha em três ou quatro etapas (de camadas finas, não precisa de voltar a pôr o pincel no frasco para a primeira camada da mesma unha). Comece no centro da unha, perto da cutícula, passe para o lado direito, depois para o esquerdo e, no fim, novamente no centro para terminar o fim da unha.

9. Usar produtos de secagem rápida

Todos os top coats ou sprays de secagem rápida fazem com que o verniz seque rapidamente, é verdade, mas também vão secar as unhas naturais e fazer com que elas descasquem e se partam. Se precisa mesmo que o verniz seque mais rápido, use um top coat normal e, no fim, um óleo de cutículas — vai funcionar como uma espécie de barreira e proteger o verniz de borrar ou descascar. Assim, se tocar em alguma coisa após a manicure, ela vai “escorregar” pelo óleo ao invés de estragar o verniz.

10. Remover o verniz com acetona

Isso é tão 1999. Os removedores de verniz com alto teor de acetona desidratam as unhas e as cutículas e podem causar manchas brancas, partir as unhas e secar as cutículas. Hoje em dia já existem no mercado inúmeros removedores de verniz sem acetona que são muito mais saudáveis e simpáticos para as unhas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site