Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As apostas já rolavam. A um mês do início do Optimus Alive, e com o último cabeça de cartaz por anunciar, eram muitos os nomes que os fãs tentavam antecipar para o dia 12 de julho. Na manhã desta quinta-feira, a Everything is New acabou com o suspense e anunciou a presença dos The Libertines, banda do enfant terrible Pete Doherty.

O co-líder da banda é mais conhecido pelos problemas relacionados com consumo de drogas do que pela música. Até porque os Libertines separaram-se em 2004. Em 2010, o grupo aceitou o convite para participar nos festivais de Reading e Leeds, no Reino Unido, como convidado especial e os dois concertos esgotaram num ápice.

Este ano, a banda nascida em 1997 anunciou atuações em três festivais europeus, sendo o Optimus Alive uma das escolhas. A banda irá atuar também como banda principal no British Summer Time, no Hyde Park, em Londres, e no espanhol Benicassim. Os The Libertines juntam-se aos também cabeças de cartaz Arctic Monkeys (10 de julho) e The Black Keys (11 de julho).

Os bilhetes para o festival, que desde 2007 ocupa o Passeio Marítimo de Algés, custam entre 53 euros (bilhete diário) e 105 euros (passe de três dias.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR