Uma professora de uma escola primária da Amadora foi formalmente acusada de 11 crimes de maus tratos a alunos de sete anos, anunciou esta quarta-feira a Procuradoria Geral da República.

De acordo com o Ministério Público, a investigação começou no final de janeiro e terminou no início de junho e a acusação foi deduzida no dia 9. Os crimes terão ocorrido ainda durante o ano letivo 2013/2014.

“As 11 vítimas são crianças nascidas em 2007, suas alunas, e estudavam na escola EB1/JI Condes de Lousã, sita na Amadora, integradas na primeira classe”, revela o comunicado do Ministério Público.

A arguida encontra-se suspensa do exercício de funções e proibida de se deslocar à escola e de contactar com qualquer aluno desde 22 de Abril.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A acusação surge pouco mais de um ano depois de uma outra professora, de 40 anos, também de uma escola da Amadora, ter sido acusada de sete crimes de maus-tratos, por suspeitas de “infligir castigos corporais e humilhações aos seus alunos, desde 2009 até ao presente, de forma reiterada, com maior incidência sobre as crianças que se apresentam mais frágeis, física e psicologicamente”.