Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Ministério da Educação e Ciência anunciou esta terça-feira que o corte no orçamento das instituições de ensino superior para 2015 deverá ser menor que 1,5%. O comunicado surgiu na sequência de uma reunião entre o secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) e o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).

A reunião serviu para informar “sobre os trabalhos de preparação da Proposta de Orçamento de 2015” e o CRUP e o CCISP foram informados que o “orçamento das Instituições de Ensino Superior para 2015 está a ser preparado com uma redução global prevista inferior a 1,5 por cento”. O Ministério informou ainda que, na definição do orçamento para 2015, teve a “preocupação de manter o nível de atividade dos Serviços de Ação Social e de definir um aumento do montante disponível para bolsas em 2014/2015, em 2 %”.

“O Ministério da Educação e Ciência reconhece na gestão das instituições um grande esforço de contenção financeira, de procura de novas receitas próprias e de simultâneo aumento da qualidade, tanto na formação dos estudantes como na investigação científica e na ligação ao mundo empresarial. Deverá por isso continuar o trabalho conjunto de racionalização de recursos, de reformulação da oferta formativa e de reorganização da rede”, refere o comunicado.

O reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra, já tinha falado sobre os cortes orçamentais ao Observador nomeadamente em relação à investigação científica.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR