Clive Owen é mais uma das estrelas de cinema que se rendeu à magia do pequeno ecrã, mas não é a única em “The Knick”. Steven Soderbergh realiza os 10 episódios da primeira temporada e a estreia nos Estados Unidos – emitida no canal Cinemax e na HBO (que detém o Cinemax) – foi vista por 1,7 milhões de pessoas. A crítica norte-americana elogiou “The Knick” e disse que esta nova série é “sangrenta, brutal e brilhante”.

A série reconstitui o dia-a-dia de um hospital nova-iorquino nos primeiros anos do século XX, uma época em que a medicina estava em constante progresso e muitas técnicas estavam a ser testadas pela primeira vez. As operações eram feitas em auditório – para toda a gente aprender -, muitos edifícios (incluindo este hospital) não eram eletrificados e as ambulâncias lutavam pelos pacientes.

http://youtu.be/r_xvw-_YJSo

Mas a série mostra também como era viver numa das maiores cidades do mundo nesse período, incluindo as doenças que assolavam os imigrantes recém-chegados à costa dos EUA. Steven Soderbergh, vencedor de um óscar por ter realizado “Traffic – Ninguém Sai Ileso”, guia os espectadores por este regresso ao passado e a sua reconstituição recebeu críticas favoráveis das publicações norte-americanas.

“As cenas alternam entre dois modos: escuro, húmido e espaços urbanos cheios de gente e o branco brilhante do auditório de operações”, escreve a The Verge, alertando que algumas das maiores falhas, como a falta de atenção ao texto, vão sendo colmatadas nos episódios seguintes – o jornalista teve acesso a cinco episódios.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Para quem segue “Anatomia de Grey” ou “Clínica Privada” esta não será uma das melhores séries para acompanhar, já que a intenção de Sodenbergh é fazer com que em cada episódio as pessoas sejam obrigadas a desviar o olhar do ecrã devido ao realismo das cenas operatórias. “‘The Knick’ vai fazer com que os espectadores se sintam felizes por viver no presente e não no passado, caso tenham algum problema médico”, escreveu Tim Goodman, da The Hollywood Reporter.

A personagem de Owen, o médico John W. Thackery, diretor da equipa médica e viciado em cocaína, tem sido criticada por recriar “mais uma personagem talentosa, mas torturada por demónios internos”, segundo descreve Hank Stuever, critíco de televisão do Washinton Post.

Mesmo antes de estrear, a série já tinha sido renovada por mais uma temporada de 10 episódios. “The Knick” vai estrear no TVSéries no dia 23 de setembro.

Nota: Atualizado no dia 26 de agosto com a data de estreia em Portugal.