Cerca das 09h00, o PSI20, que continua a incluir apenas 18 empresas, estava a subir 0,19%, para 5.219,14 pontos, com 12 cotadas a negociarem em terreno positivo, quatro a cair e duas estáveis.

As ações da Mota Engil, Jerónimo Martins e EDP Renováveis eram as que registavam maiores valorizações, estando a subir respetivamente 1,71%, 1,25% e 0,96%.

Os títulos da Mota Engil, Jerónimo Martins e EDP Renováveis estavam a valer 4,293 euros, 7,199 euros e 5,228 euros, respetivamente.

Já os ‘papéis’ da Galp Energia, Teixeira Duarte e BCP eram os que maiores descidas registavam, estando na altura, respetivamente, a cair 1,48%, 0,52% e 0,23%. As cotações da Galp Energia, Teixeira Duarte e BCP estavam, cerca das 9:00, a 11,285 euros, 0,769 euros e 0,0874 euros.

Entretanto, as principais bolsas europeias abriram hoje em alta, à espera das previsões macroeconómicas de outono para a zona euro e o conjunto da União Europeia para 2014, 2015 e 2016, que hoje são apresentadas pela Comissão Europeia.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,2515 dólares, contra 1,2486 dólares no encerramento de segunda-feira.

Além das previsões de outono, os investidores aguardam os dados dos preços da produção industrial de setembro que hoje serão divulgados pelo Eurostat.

Entretanto, o BCE arranca hoje com a supervisão direta dos 128 bancos mais significativos da zona euro, incluindo quatro portugueses, num passo mais para a união bancária e as cotadas na Europa continuam a apresentar os resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano.

Hoje serão apresentados os resultados do Banco Santander, da Société Générale, da Continental e da BMW.

Nos Estados Unidos, o departamento de Comércio publica os dados do défice comercial internacional de bens e serviços referente ao mês de setembro.

Na próxima quinta-feira, o Banco Central Europeu deverá reunir para debater e eventualmente alterar a política monetária da zona euro.

Além de manter a taxa de juro no mínimo histórico de 0,05%, o Banco Central Europeu (BCE) anunciou em Nápoles, no início de outubro, mais pormenores sobre os programas de compra de dívida privada, designadamente que estes vão estar em vigor dois anos.

O pacote do BCE inclui a compra de ativos ABS (asset-backed securities) e de créditos hipotecários em euros emitidos por instituições financeiras da zona euro.

A 04 de setembro passado, o BCE tinha reduzido a taxa de juro diretora para 0,05%, um novo mínimo histórico, e anunciou que iria lançar um programa de compra de dívida privada para apoiar o mercado de crédito e dinamizar a economia da zona euro, mas sem precisar o montante.

O barril de petróleo Brent, para entrega em dezembro, abriu hoje de novo em baixa, a cotar-se a 84,07 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,8% do que no encerramento da sessão anterior.