O índice ZEW subiu 15,1 pontos para 11,5 pontos em novembro, depois de ter caído para um mínimo em 22 meses de menos 3,6 pontos em outubro, afirmou o instituto de economia ZEW.

“O índice regressou a terreno positivo depois de no mês anterior ter descido para níveis negativos”, afirmou o presidente do ZEW, Clemens Fuest.

O indicador ZEW “subiu pela primeira vez em 2014. Os dados recentes para a zona euro sugerem que a economia está a estabilizar, o que contribuiu para o aumento do indicador”, adiantou Fuest.

“Contudo, o ambiente económico permanece frágil”, designadamente devido às tensões geopolíticas”, referiu.

O índice ZEW é criticado com frequência por poder ser volátil.