Qual é a página que mais utilizou para fazer buscas na Internet na semana passada? Há 110 milhões de pessoas que deram uma resposta diferente da sua. Para elas, e também para o resto do mundo, já está disponível o Yandex.Browser, o navegador do motor de busca mais utilizado na Rússia e um dos maiores do mundo. O Yandex apresentou na última semana o seu novo desenho com uma proposta que foge ao que conhecemos no Firefox, Chrome, Internet Explorer e Safari: todas as suas funcionalidades não são visíveis, mas estão presentes.

A começar pela própria barra de buscas. Ela é transparente e aparece somente quando passamos o rato. A barra de endereços também é visível apenas quando o utilizador clica sobre a barra superior de título. Além disso, o browser não representa cada página Web aberta através de separadores, mas separa cada uma em retângulos na barra inferior como se fossem aplicações independentes. Outra novidade é que quando várias páginas de um mesmo site estão abertas, são agrupadas num mesmo retângulo com cores diferentes. E a barra de ferramentas para ver o histórico, agregar marcadores e alterar definições? Mudou de lugar e agora é um pequeno ícone na barra de título, ao lado do botão de minimizar, restaurar e fechar.

Esta é a ideia principal do Yandex.Browser: tirar a ênfase do navegador ou da empresa proprietária e dar mais importância à página – quase como estivesse a vê-las com o ecrã inteiro.

yandex01

O papel de parede do Yandex é animado e pode ser escolhido entre os 12 modelos disponíveis. Assim como os seus concorrentes, o navegador também mostra na página inicial as páginas mais visitadas pelo utilizador, com a possibilidade de organizá-las, removê-las e adicionar novos sites, como as enhanced tiles do Firefox e as live tites do Windows 8.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Por fim, o Yandex.Browser utiliza o modo Turbo, que acelera a navegação por meio de uma tecnologia do navegador Opera, integra o antivírus Kapersky e também aceita extensões do Chrome e Opera, mesmo que nem todas sejam compatíveis com o navegador.

Mas nem tudo são boas notícias. Conforme avança o Techcrunch, ao instalar o Yandex, o navegador analisa os dados dos outros browsers que o utilizador tenha instalado no computador e importa automaticamente os marcadores sem pedir autorização. Já a página Bitelia adverte que o navegador consome mais memória que os concorrentes, mesmo com menos separadores abertos.

Para os curiosos que queiram experimentar o Yandex.Browser, o browser está disponível em português de Portugal para os sistemas operativos Mac e Windows.

https://www.youtube.com/watch?v=KTdI4BQlyxk