O presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), o xeque Salman bin Ebrahim Al Khalifa, garantiu hoje que o organismo apoiará a candidatura de Joseph Blatter a um novo mandato à liderança da FIFA.

Em declarações à agência AFP, o dirigente asiático considerou que a intenção do príncipe jordano Ali bin Al Hussein de concorrer ao cargo “está votada ao insucesso”. Salman bin Ebrahim Al Khalifa assegurou que as 46 federações filiadas na AFC são favoráveis a nova candidatura de Blatter, presidente da FIFA desde 1998. “Deixámos claro o caminho que a Ásia tomará nas eleições da FIFA. AS 46 federações asiáticas comprometeram-se com Blatter. Nada mudou e reassumimos o nosso compromisso”, assegurou o presidente da AFC.

Neste sentido, o líder da AFC admitiu que ficou “espantado” quando Ali bin Al Hussein, vice-presidente da FIFA desde 2011, anunciou que iria entrar na corrida à liderança do organismo que rege o futebol mundial. “Se há um candidato asiático, seria sempre a Ásia a pronunciar-se primeiro sobre um eventual apoio. Não é correto uma pessoa tomar esta decisão pessoalmente sem consultar previamente a confederação. Fui apanhado de surpresa pela imprensa”, admitiu Salman bin Ebrahim Al Khalifa.

Neste momento, há três candidatos à presidência da FIFA, cujas eleições estão marcadas para 29 de maio. A Blatter juntam-se Ali bin Al Hussein, que já mereceu palavras elogiosas do presidente da UEFA, Michel Platini, e Jerome Champagne, antigo vice-secretário-geral do organismo.

O prazo para a apresentação de candidaturas encerra a 29 de janeiro.