Já são conhecidos os candidatos aos prémios Bafta. Ao contrário do que se poderia pensar, é o filme “Grand Budapest Hotel” que lidera as nomeações, apontado a 11 distinções, deixando para trás longas-metragens com a “A Teoria de Tudo”, com dez nomeações, “O Jogo da Imitação” (nove) e “Boyhood: Momentos de uma vida” (cinco).

O enredo dirigido por Wes Anderson, que retrata as aventuras do concierge Gustave H num famoso hotel, tem sido amplamente “ignorado” nesta temporada de prémios, escreve o jornal britânico The Guardian. O cenário acaba de mudar para o “Grand Budapest Hotel”, com as nomeações para melhor realizador, melhor filme e até melhor ator, tendo em conta a interpretação de Ralph Fiennes.

À semelhança do que acontece nos Globos de Ouro, também Eddie Redmayne e Benedict Cumberbatch estão apontados ao título de melhores atores pelos papéis desempenhados no grande ecrã, onde ambos dão vida a génios da ciência — Stephen Hawking e Alan Turing, respetivamente. Na categoria há ainda espaço para Michael Keaton, em “Birdman” e Jake Gyllenhaal, em Nightcrawler – “Repórter na noite”. “Birdman” estreia em solo português a 15 de janeiro e conta com um elenco composto ainda por Edward Norton, Emma Stone e Naomi Watts.

Considerando os atores secundários, destaque para Steve Carrell em “Foxcatcher”, película com o mesmo realizador de “Capote”, e para a dupla Ethan Hawke e Patricia Arquette, em “Boyhood”, um trabalho de Richard Linklater que foi concretizado ao longo de 12 anos e onde é possível ver o elenco a envelhecer.

A biografia a cargo de Mike Leigh esperaria alcançar mais distinções, diz o Guardian, com o seu realizador a jogar em casa. “Mr. Turner” não conseguiu qualquer nomeação nas categorias ditas mais importantes: nem o trabalho de coordenação de Leigh, nem a performance de Timothy Spall no papel principal, foram tidas em conta.

Já o filme “Nightcrawler” deu-se bem nesta fase do jogo, com quatro nomeações, incluindo aquela de melhor atriz secundária para a sexagenária Rene Russo. O Guardian lembra ainda que os filmes com grande potencial ao nível dos Óscares, “Um ano muito violento” de Paul Thomas e “Vício Intrínseco” de Anderson, não conseguiram arrecadar qualquer nomeação.

A cerimónia de entrega dos prémios acontece a 8 de fevereiro e vai ocupar a Royal Opera House, em Londres, e será apresentada pelo ator Stephen Fry pela décima vez. A lista completa de nomeações pode ser consultada aqui.