Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Esta é uma história com um final feliz, a história de um gato que desafiou a leis da vida e que deu mais sentido ao ditado que diz que esses animais têm sete vidas. Bart foi atropelado na Flórida, encontrado morto e enterrado, ao quinto dia “ressuscitou”.

Os donos do gato encontraram-no sem vida, numa poça de sangue, caído numa valeta depois de aparentemente ter sido atropelado. Nada mais haveria a fazer, a não ser enterrar o animal. Este poderia ser o final de uma história, mas Bart tornou-se notícia e agora é apelidado de “gato milagre”.

Passados cinco dias do enterro, uns vizinhos dos donos encontraram-no no jardim ferido, cheio de terra, fraco e muito desidratado. Vizinhos e donos ficaram em choque com o que pensam ter sido o caso de um animal que escavou até conseguir fugir da sepultura, conta o Telegraph.

Ninguém consegue muito bem explicar o que aconteceu. Só há uma certeza, o gato deve recuperar e estará de volta a casa dentro de alguns dias. Neste momento encontra-se na Humane Society of Tampa Bay enquanto lhe tratam o maxilar partido, as feridas do focinho e um olho que terá de ser removido. Mazelas que em nada se comparam a uma declaração de óbito.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR