34 anos de programas de televisão, filmes – de todos os tipos -, música, moda, escrita, uma herança que muitos invejam, escândalos e muito dinheiro. Falamos de Paris Hilton, a menina loira que conquistou os paparazi pela sua vida de excessos e que encheu as capas das revistas com o seu dia-a-dia. Cara conhecida das mais badaladas festas mundiais, Paris Hilton celebrou o aniversário da forma a que sempre esteve habituada.

Nasceu em Nova Iorque, neta do dono da cadeia de hoteis Hilton, habituou-se desde cedo a um “estilo de vida opulento” conta o Daily Mail. A infância foi passada no calor da Califórnia e regressou a Nova Iorque aos 15 anos.

Embora Paris e a irmã Nicky já fossem caras conhecidas das festas da moda nova-iorquinas, foi em 2000 que o nome da primogénita começou a tornar-se mais sonante, ano em que foi convidada para ser modelo da Christian Dior e da Tommy Hilfiger, pela agência de modelos do milionário Donald Trump.

À medida que se ia tornando mais conhecida iam-se abrindo outras portas, como a representação. Paris ainda chegou a ser atriz em alguns filmes, todos eles mal recebidos pela crítica. Apenas um poderia ter sido um sucesso de bilheteiras, “Uma noite em Paris”, um vídeo de sexo caseiro que foi parar à internet tornando-se viral e dando origem a um processo mediático. Paris processou o namorado, Rick Soloman, que havia vendido e divulgado o filme.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Imediatamente depois, seguiram-se cinco anos de reality shows com a ex-melhor amiga Nicole Richie, várias multas por conduzir sob efeito de álcool e, inclusivamente, 45 dias de prisão por não ter respeitado a liberdade condicional. São-lhe conhecidas muitas relações e até esteve noiva durante um curto período de tempo. A vida da socialite norte-americana valeu-lhe represálias do avô, bilionário detentor da cadeira hoteleira Hilton, que a deserdou por não concordar com o estilo de vida da neta.

Paris dedicou-se, então, à escrita com o livro “Confissões de uma Herdeira” que depressa se tornou num dos mais vendidos na lista do jornal New York Times. Nenhuma área a parece assustar e, depois do cinema e da literatura, enveredou pela carreira musical que mantém ainda hoje. Chegou a passar música numa festa em Vilamoura no Verão de 2014.