Esqueça as escolas ou as sedes das juntas de freguesia. No Reino Unido, entre sítios mais tradicionais como câmaras municipais ou estações de correios, os eleitores podem acabar a votar num cabeleireiro, numa rulote ao lado do bar preferido, um clube de boxe ou até num estádio de futebol. O importante é votar.