O algodão não engana: é produzido em Portugal, cosido em Portugal e impresso em Portugal. A primeira parte está a cargo de empresas especializadas, a última fica nas mãos de Mónica Ferraz, designer gráfica que montou uma bancada na garagem de casa para imprimir t-shirts em serigrafia e as deixar um bocadinho menos brancas.

Roldanas, tintas, tipos móveis e espátulas. O atelier improvisado da One of a Type na Charneca da Caparica parece mais uma oficina de tipografia do que o centro de operações de uma marca de t-shirts. Porque antes do tecido, vieram as letras.

“Tenho uma empresa desde 2003, e em 2012, para fugir ao trabalho sempre igual, decidi pensar em algo que gostasse de fazer, algo manual, para fugir ao computador”, diz Mónica Ferraz, de 39 anos. ” A ideia da tipografia surgiu praticamente de imediato — “sempre foi uma coisa que me interessou, sempre gostei dos trabalhos com cortantes, relevos, verniz brilhante” — e começou a corrida às máquinas em gráficas desativadas.

one of a type (4)

O momento de impressão das etiquetas da marca. © One of a Type

Aquela que hoje em dia é utilizada para gravar as etiquetas onde se lê o nome da marca e se identificam as mãos lusas que fabricaram cada peça — “handcrafted in Portugal” — é na verdade a segunda que Mónica comprou, depois de um primeiro exemplar que ela própria restaurou mas que era “mais complicado de manobrar”.

De moderno, no entanto, só existem as tintas de água — “mais caras mas menos poluentes” — e o conceito das t-shirts, estampadas nos bolsos da frente ou desenhadas por convidados em edições limitadas a 50 exemplares que, por enquanto, já passaram para tecido as letras de Vanilla Ice e de MC Hammer.  

one of a type (13)

“Ice Ice Baby” ou  Vanilla Ice numa t-shirt de edição limitada. © One of a Type

“A impressão é feita manualmente, sem ajuda de secantes”, diz a designer gráfica. É um processo de paciência, familiar para quem já fez workshops de serigrafia, como Mónica, e que passa por gravar em tela — sendo que neste caso a tela é a t-shirt branca — através de um processo de fotosensibilidade onde é a luz (e uma emulsão específica) que vai revelar o desenho. Longe, muito longe, da fast fashion massificada.

“Acho que toda a gente gosta de ter coisas únicas ou que poucas pessoas têm”, diz a designer, explicando também assim o nome da marca, que junta os tipos móveis — letras ou carateres usados na impressão tipográfica — à expressão “one of a kind”, coisa única. “A t-shirt One of a Type não é única mas, como é manual, nunca fica exatamente igual”, diz Mónica. Tal como uma serigrafia.

E porque o passar do tempo e a demora fazem parte do conceito da marca, há uma segunda edição limitada de t-shirts a ser conversada neste momento e um projeto para fazer também uma coleção de posters. Nenhum tem data de saída porque, para além de ser feita nos tempos livres, e por prazer, a One of a Type é avessa a prazos ou correrias. Uma coisa quase única nos dias de hoje.

Nome: One of a Type
Data: 2013
Preços: De 28€ a 35€
Pontos de venda: Loja online

100% português é uma rubrica dedicada a marcas nacionais que achamos que tem de conhecer.