Aparentemente, a imagem divulgada pela sonda robótica Curiosity da NASA da superfície de Marte não tem nada de extraordinário. Mas, ao olhar com atenção, descobre-se uma formação rochosa que está a causar interrogações aos cientistas. A imagem (ampliada) foi motivo de debate na Internet durante o fim de semana. Surgiram as teorias mais disparatadas, desde ser um caranguejo, uma aranha marciana ou uma rocha? Claro que só pode ser uma rocha.

O cientista e astrónomo Seth Shostak, diretor do SETI Research, acabou com os mitos: a “aranha” trata-se afinal de uma formação rochosa natural muito comum em Marte. E diz que recebe imagens como esta uma vez por semana. “Aqueles que me enviam [as imagens] estão normalmente muito entusiasmados, dizendo ter encontrado algo inesperado na superfície oxidada e poeirenta do Planeta Vermelho”, escreveu o cientista num e-mail ao Huffington Post. “Normalmente é uma espécie animal, mas às vezes são objetos ainda mais estranhos como partes de automóveis. Talvez achem que existem carros em Marte.”

Seth explica que este se trata de um fenómeno chamado pareidolia: a capacidade do cérebro humano de transformar mentalmente formas em objetos em animais. Exemplo disso é ver contornos de animais nas nuvens.