Tem pouco tempo a perder e quer melhorar o seu currículo? Então estas dicas são para si. A Time apresenta 45, mas nós decidimos reunir uma lista com 27 dicas que o podem ajudar a melhorar a sua apresentação. Pense bem no tempo que tem disponível e perca alguns minutos a cuidar daquele que é o passaporte para novas oportunidades.  São pequenas sugestões que podem fazer a diferença.

Agora pense: tem 2 minutos? 5 minutos? Ou 10 a 15 minutos? Escolha o tempo que lhe for mais favorável e preste atenção ao que pode melhorar.

Screen Shot 2015-09-07 at 17.03.25

    • 1 – Utiliza a fonte Calibri ou Cambria no seu currículo? Apresse-se a mudar para Helvetica, Arial ou Times New Roman. Se quer que o seu currículo seja legível certifique-se que usa uma fonte simples.  Não vai querer que o seu currículo seja rejeitado porque é difícil de ler.
    • 2 – Não deve incluir o típico cliché : “Sou um profissional empenhado, que quer muito trabalhar na área da indústria” (exemplo) Esta é uma afirmação óbvia e que não vai acrescentar nada de novo às suas verdadeiras competências. Aproveite e adicione algum detalhe sobre as suas habilitações.
    • 3 – Nos dias que correm é habitual enviar o currículo através de email, por isso tome atenção e lembre-se de salvar sempre o documento em formato PDF. Não corra o risco da formatação ficar completamente diferente quando o documento for aberto num outro computador.
    • 4 – Não escreva apenas no documento a palavra “Currículo”.  Acrescente o seu primeiro e último nome para que durante o processo de recrutamento ou contratação seja facilmente encontrado.
    • 5 – Adicione um link para o seu perfil no Linkedin ou outras redes importantes como o Twitter. Se se candidata a um lugar mais criativo então inclua ainda o Instagram ou o Flickr. O Facebook? Não pense nisso.
    • 6 – Garanta que todos os links que tem no seu currículo estão ativos. Como ele será visto na maior parte das vezes através de um computador é importante que quem está a analisar o seu currículo possa saber mais sobre si à distância de um link a… funcionar.
    • 7 – Se já saiu há mais de três anos da faculdade então não se preocupe com o ano em que terminou o seu curso. Quem irá analisar o seu currículo só quer mesmo saber se tem um grau ou não.
    • 8 – É tempo também de se reorganizar. Inverta os lugares da educação e experiência. A experiência e empregos que teve são mais relevantes, a menos que seja um recém-licenciado.
    • 9 – E agora uma dica mais técnica: a sua página em branco parece estar já cheia e confusa? Então reduza as  margens superior e inferior para 0,5 e as suas margens laterais para não menos de 0,75. A sua página continuará legível mas vai ter mais espaço para trabalhar.

Screen Shot 2015-09-07 at 17.02.37

    • 10 – Não inclua coisas relacionadas com o ensino secundário, a menos que não tenha entrado na faculdade e precise de dar substância ao seu currículo,  ou  se tiver feito algo verdadeiramente incrível durante esse período.
    • 11 – Atualize sempre as suas competências e não hesite em eliminar aquilo que não lhe servirá de nada. Damos-lhe um exemplo: sabe trabalhar com o Microsoft Word? Ótimo. Os recrutadores já estão à espera que o saiba fazer, por isso não vale a pena acrescentar.
    • 12 – Tem bastantes competências dentro de um ramo? Por exemplo, sabe falar várias línguas ou percebe de vários programas de software? Então crie secções como “Competências linguísticas” e “Competências de Software”.
    • 13 – Letras maiores, outras mais pequenas? Arial aqui e Times New Roman ali? Tenha cuidado com a formatação e faça com que ela seja consistente ao longo do seu currículo.
    • 14 – Deve incluir as siglas das empresas, organizações, etc.. em que já esteve, mas lembrar-se também de escrever o nome completo dessas entidades. É que os recrutadores podem não saber do que está a falar se apenas utilizar uma sigla.
    • 15 – A menos que seja um designer e o seu currículo tenha de ser bastante criativo, não se preocupe tanto com fotos e elementos visuais. Nos currículos mais tradicionais esses elementos podem distrair o recrutador da sua informação mais importante.
    • 16 Se não ocupou uma posição contínua, em termos temporais, num emprego anterior, então não coloque as datas de início e de fim exatas, mas apenas os anos em que trabalhou no local (exemplo: 2012-2014).
    • 17 – Não inunde o seu currículo de verbos pouco interessantes. Aposte em verbos como: liderar, coordenar, organizar, supervisionar. Confira mais alguns exemplos nesta lista.
    • 18 – Muito importante: leia o seu currículo em voz alta. Irá detetar possíveis erros e identificar algumas frases que possam soar estranhas e sejam difíceis de entender.

Screen Shot 2015-09-07 at 17.05.57

    • 19 – Olhe bem para a parte superior do seu currículo, aquela para a qual o recrutador olhará diretamente. Certifique-se que é apelativo o suficiente, de tal modo que vão querer saber mais sobre si.
    • 20 – Tenha cuidado com a informação a mais. Em qualquer separador do currículo não inclua mais do que 6 ou 7 pontos. Mesmo que revele muito sobre o que fez num anterior emprego, não marcará mais pontos por causa disso. Seja conciso.
    • 21 Faça uma experiência: dê o seu currículo a alguém que não o conheça bem e tente perceber o que é que essa pessoa destacou daquilo que leu. Será mais fácil moldar depois o seu currículo, para que ele provoque o feedback que tanto deseja.
    • 22 – Escolha algumas declarações que acha que podem ser benéficas para o seu novo chefe ou empresa. Ao fazer isso, dirá claramente não apenas o que é capaz de fazer, mas também o benefício direto do empregador em contratá-lo.
    • 23 – Vá atualizando o cabeçalho do seu currículo. Não precisa de ter muitas competências ao nível do design para o fazer, tente apenas construir uma marca pessoal que seja simples.
    • 24 Sente que o seu currículo está vazio porque ainda não teve muitas experiências de trabalho? Não se preocupe e valorize o que já fez. Inclua algum tipo de trabalho voluntário ou como freelancer.
    • 25 – Outro elemento chave: tente perceber se o seu currículo é perfeitamente compreensível e interessante para qualquer pessoa, seja ele um recrutador, um assistente ou um executivo.
    • 26 – Atualize constantemente o seu currículo. Todos os prémios ou novas competências devem ser adicionados.
    • 27 – Lembre-se de atualizar o seu Linkedin sempre que fizer alterações no seu currículo. É importante fazer  “manutenção” online daquilo que vai acrescentando.