É raro o viajante que não se perde no encruzilhar das ruas e não se apaixona pela aura misteriosa de Marraquexe. Cidade de saltimbancos, acrobatas, encantadores de serpentes, faquires e engolidores de espadas, curandeiros, músicos, dançarinos e contadores de histórias. É difícil ficar a conhecer a exótica cidade marroquina — parece que é sempre mais aquilo que esconde do que o que revela. Mas deixamos aqui uma pequena ajuda.

Um restaurante

O Le Jardin mais parece um oásis em plena Medina do que um restaurante, desde logo porque tem um jardim luxuriante num pátio interior onde só se ouve o barulho dos passarinhos. Não procure mais: é o sítio perfeito para comer uma tagine de cordeiro. 32 Route Sidi Abdelaziz. Aberto todos os dias das 10h00 às 00h00.

12030463_961112480628594_3275542961447017810_o

Foto: Le Jardin

Um copo ao final do dia (e uma praça)

O Le Grand Balcon du Café Glacier fica num dos prédios mais altos da Praça Demaa el-Fna e o seu terraço é o sítio perfeito para se sentar a ver o pôr do sol e a chegada dos diversos vendedores à praça que começa a fervilhar ao cair da noite. Praça Jemaa el-Fna.

IMG_5651

Foto: Catarina Serra Lopes

Um hotel

Igualmente perto da Praça Jemaa el-Fna (a cerca de 700 metros), o Riad Edward tem apenas 10 quartos e todos são muito bem decorados. Tem ainda vários terraços com vista para a Medina e uma piscina linda num pátio interior. 10 Zaouia Sidi Bel Abbes – Bab Taghazout. Quartos a partir de 74€.

DSC_9827

Foto: Riad Edward

Um café

Tome um aperitivo no Grand Cafe de La Poste, o café-restaurante mais colonial da cidade. Num cenário tipicamente francês dos anos 30, este é o sítio ideal para viajar no tempo enquanto faz uma pausa do calor das ruas, ao sabor de um Chardonnay. Angle Boulevard el Mansour Eddahbi et, Avenue Imam Malik. Aberto todos os dias das 09h00 à 01h00.

1490693_681459085227238_275438285_o

Foto: Grand Cafe de La Poste

Um jardim

Descrito por muitos como “um jardim impressionista” ou “uma catedral de formas e de cores”, o Jardim Majorelle tem duas matas de bambus, uma alameda de aloés, bananeiras, catos, yucas, nenúfares, palmeiras, lótus, jasmim, entre muitas ouras espécies. É um jardim botânico inspirado nos islâmicos, onde viveu nos anos 80 o famoso designer de moda, Yves Saint Laurent, que também dá o nome à rua. Rue Yves Saint Laurent. Aberto todos os dias das 09h00 às 17h30. Bilhete de adulto: 7.50€

DSC_9922

Foto: Catarina Serra Lopes

Como ir

A Ryanair voa para Marraquexe tanto de Lisboa como do Porto — fazendo escala em Paris ou em Marselha — com tarifas a partir dos 230 euros.