Esta quarta-feira, António Zambujo e Miguel Araújo, músicos e amigos, vão voltar a subir ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para o primeiro concerto de uma maratona de 17. A fazer-lhes companhia estarão apenas duas guitarras. E uns milhares de pessoas, claro.

A façanha é inédita. A partir de hoje e até 28 de março, os dois cantores vão ocupar duas das salas mais emblemáticas do país, os coliseus de Lisboa e do Porto. De 17 a 21 de fevereiro e de 16 a 19 de março tocarão em Lisboa e, de 24 a 28 de fevereiro e a 24, 26 e 28 de março, no Porto. Os temas, cantados ao som da guitarra elétrica, acústica ou oitavada, serão apresentadas tal como foram feitas — despidas de outros arranjos.

Em entrevista ao Público, António e Miguel admitiram que “os dezassete não dá para explicar”, mas que o “estado de espírito é o mesmo de sempre”. Até porque, apesar do número de concertos ser assustador, estarão a fazer aquilo que sabem fazer melhor.

Se está curioso para ver os dois amigos, veja aqui alguns vídeos de António Zambujo e Miguel Araújo ao vivo. É bastante provável que estes temas que se seguem apareçam pelos alinhamentos dos vários concertos. Na verdade, em 17 noites podem tocar tudo o que quiserem. Há canções no estúdio, canções no palco, canções na casa de gente que queria tê-los na sala de estar e conseguiu. Enfim, concertos para todos os gostos mas sempre com o mesmo princípio: cantar histórias como se não fosse nada. Mas é muito, bem o sabemos.

https://www.youtube.com/watch?v=YKWS9buXE5Y