761kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

O retrato de família mais divertido de sempre?

Este artigo tem mais de 5 anos

Em plena sessão fotográfica, o filho do casal Carlson fez o que muitos recém-nascidos fazem: chichi sem avisar. O momento foi captado em câmara e o retrato tornou-se viral.

i

ABBIE ROGERS PHOTOGRAPHY

ABBIE ROGERS PHOTOGRAPHY

De olhos fechados, com a pele enrugada q.b. e membros encolhidos sobre o próprio corpo, com um ar angelical. Por norma, esta tende a ser a descrição mais comum quando falamos em sessões fotográficas com recém-nascidos. A exceção à regra pode muito bem ser o retrato de família tirado pela fotógrafa Abbie Rogers.

Estávamos no início do mês de março quando casal Carlson levou o (muito) pequeno filho Pryor, que nem duas semanas tinha, ao estúdio de fotografia de Rogers. A sessão durava há cerca de 30 minutos quando um momento especial foi captado: Pryor, que estava ao colo da mãe e igualmente rodeado pelo pai, começou a fazer chichi, ainda de olhos fechados. O resultado (hilariante) está à vista:

So .... This happened today! In case anyone wants to know what really happens during a newborn session.

Publicado por Abbie Rogers Photography em Quinta-feira, 3 de Março de 2016

“É o que acontece quando se tiram fotos a um recém-nascido”, comentou a fotógrafa na legenda que acompanha o retrato já publicado na rede social Facebook e que, de lá para cá, tem qualquer coisa como mais de 4 milhões de “gostos”.

A resposta dos internautas foi tanta que surpreendeu Rogers, mais tarde contactada por um site australiano para noticiar o “acontecimento”. O resto é história, com a imagem a tornar-se viral e a chegar à imprensa internacional, fazendo do pequeno Pryor uma estrela instantânea.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.