Universidades

Escola de Economia da Católica entre as 50 melhores do mundo para Financial Times

175

O ranking de formação para executivos do Financial Times coloca a escola da Universidade de Católica Portuguesa entre as 50 melhores do Mundo, ocupando o 38º lugar.

KIMIMASA MAYAMA/EPA

A escola de Economia da Universidade Católica de Lisboa é a instituição portuguesa com melhor classificação, na edição de 2016 do ‘ranking’ de formações para executivos, do jornal britânico Financial Times, ficando entre as 50 melhores do mundo.

As faculdades de Economia da Universidade Nova de Lisboa e da Universidade do Porto estão também entre as 85 melhores do mundo, em programas feitos à medida das empresas, e entre as 75 melhores, em programas abertos.

O 41.º lugar registado este ano pela Católica Lisbon School of Business and Economics, no ‘ranking’ para os programas feitos à medida das empresas, representa uma subida de dez lugares face a 2015, quando ficou colocada na 51.ª posição. No que diz respeito aos programas abertos, a escola perdeu quatro lugares face ao ano anterior, descendo do 38.º para o 42.º lugar.

No cômputo geral, a Católica Lisbon ocupa o 38.º posto e é a única escola portuguesa de negócios entre as 50 melhores do mundo, na avaliação feita pelo jornal britânico.

Para o diretor da Católica Lisboa, Francisco Veloso, citado num comunicado da instituição, este resultado representa “um motivo de grande orgulho”.

A Nova School of Business and Economics (Nova SBE) melhorou a sua prestação nos programas feitos à medida, subindo do 69.º posto para o 63.º. Ocupa também a 63.ª posição nos programas abertos, mas, neste caso, piorou a classificação face a 2015, quando tinha ficado colocada no 60.º posto.

Em comunicado, a Nova SBE destaca a importância do posicionamento global da instituição para os resultados alcançados.

A Porto Business School está em 70.º lugar no ‘ranking’ dos programas abertos, fazendo melhor que o 73.º lugar de 2015, e em 64.º na lista dos programas feitos à medida, melhorando o 70.º lugar de 2015.

Ramon O’Callaghan, diretor da escola do Porto, afirma, citado em comunicado, que estes resultados refletem a estratégia de posicionamento da escola: “Criar impacto e construir uma reputação internacional inabalável”.

A espanhola Iese Business School lidera este ano o ‘ranking’ geral, ficando colocada em 1.º lugar nos programas feitos à medida, e em 2.º lugar nas formações abertas.

Seguem-se, na classificação geral, a IMD, da Suíça, e a francesa HEC Paris.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Liberdades

Também tu, Universidade de Harvard?

Luís Ribeiro
190

Viver na espuma dos acontecimentos, sem aprofundar as consequências, leva a isto: cai um preconceito, mas é logo substituído por outro. O preconceito racial é substituído pelo preconceito do #MeToo.

Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)