Ferruccio Lamborghini nasceu a 20 de Abril de 1916. Teria, portanto, feito este ano 100 anos. A marca que fundou, e que é identificada pelo seu apelido, não quis deixar de assinalar a data. E não fez por menos: para isso criou o Centenario LP 770-4, tão só o seu mais potente modelo de sempre.

Quando revelou o Centenario LP 700-4 ao mundo, no passado mês de Março, no Salão de Genebra, a Lamborghini não se limitou a dar a conhecer as suas características. Informou, também, que o modelo iria ser produzido em apenas 40 unidades – 20 coupés e 20 roadsters. E que, apesar dos preços, antes de impostos, começarem em 1,75 milhões de euros, todos os exemplares do Centenario tinham já comprador definido. É compreensível: além de ser uma verdadeira peça de colecção, este superdesportivo exibe atributos a que é impossível os amantes dos automóveis ficarem indiferentes.

2 fotos

O chassi e a carroçaria em fibra de carbono garantem-lhe um peso de apenas 1520 kg, apesar dos seus 4924 mm comprimento, para uma altura de 1143 mm. A aparência exterior é impressionante, fruto das formas extremamente afiladas, quase “cortantes”, sublinhadas pelas jantes de 20” na frente e de 21” atrás, ou pelas portas de abertura vertical, típicas dos modelos com motor V12 da casa de Sant’Agata Bolognese.

Motor V12 esse que está, obviamente, montado em posição central traseira, sob uma cobertura transparente, para que possa a ser admirado a partir do exterior. Naturalmente aspirado, possui 6,5 litros de capacidade e é capaz de oferecer 770 cv de potência e 690 Nm de binário máximo, o que não só faz do Centenario o modelo de produção mais potente de sempre da Lamborghini, como lhe confere uma excepcional relação peso/potência de somente 1,97 kg/cv.

Como seria de esperar, as exuberantes prestações são outro dos grandes destaques do Centenario: os 0-100 km/h cumprem-se em 2,8 segundos, os 0-200 km/h em 8,6 segundos, os 300 km/h são atingidos ao fim de não mais do que 23,5 segundos e, continuando-se a acelerar, a velocidade máxima vai para lá dos 350 km/h. Para lidar com valores desta natureza, a Lamborghini dotou o modelo do seu mais evoluído argumentário técnico, incluindo o deflector traseiro retráctil (que se eleva até 150 mm e pode rodar até 15º, para aumentar a carga sobre o eixo traseiro), a suspensão activa, o sistema de tracção integral permanente, os travões carbocerâmicos e o sistema de direcção integral, em que o eixo traseiro também roda, para conferir ao Centenario uma maior estabilidade e agilidade.

Convencido? Será, porventura, mais difícil não o ficar do que cruzarmo-nos com um Centenario na via pública… Por isso, o melhor mesmo é não perder o primeiro vídeo em que é possível observar a genial criação da Lamborghini em testes dinâmicos. Clique e desfrute!

[jwplatform 42S2fWok]