A FIFA anunciou esta terça-feira que a câmara de julgamento da sua Comissão de Ética abriu um procedimento contra o vice-presidente da federação do Qatar Saoud al-Mohannadi, para quem também é proposto uma suspensão de dois anos.

De acordo com um comunicado do organismo mundial do futebol, Al-Mohannadi ter-se-á recusado a colaborar numa investigação, desenvolvida pela câmara de inquérito da Comissão de Ética, antes de o caso passar para a fase de julgamento.

“Por razões ligadas aos direitos pessoais e à presunção de inocência, a câmara de julgamento não divulgará mais pormenores por agora”, acrescenta o comunicado.

Segundo fontes próximas do processo, o procedimento não está relacionado com a atribuição do Mundial de 2022, em que o Qatar será anfitrião.