Os candidatos às eleições presidenciais de 2 de outubro em Cabo Verde suspenderam esta sexta-feira a campanha eleitoral após a notícia da morte do antigo presidente cabo-verdiano Mascarenhas Monteiro.

Na sua página oficial na rede social Facebook, a candidatura do atual Presidente e candidato à reeleição, Jorge Carlos Fonseca, anunciou a suspensão de todas as atividades de campanha até segunda-feira.

“Foi com profundo pesar, tristeza e consternação que recebemos a notícia do falecimento de António Mascarenhas Monteiro, primeiro Presidente da República eleito democraticamente, uma figura sem paralelo na história de Cabo Verde, mas acima de tudo um amigo de sempre de Jorge Carlos Fonseca e de toda a sua equipa de trabalho”, escreveu a candidatura.

A candidatura endereçou ainda aos “familiares, amigos e companheiros” de António Mascarenhas Monteiro “sentidas condolências”.

Jorge Carlos Fonseca estava em atividades de campanha na ilha de São Vicente, tendo agendado para esta noite um comício-festa no bairro de Monte Sossego.

Também a candidatura de Albertino Graça anunciou, durante o seu tempo de antena na rádio pública de Cabo Verde (RCV), e na página oficial na rede social Facebook a suspensão de todas as ações de campanha.

“A candidatura informa que suspende por dois dias as atividades de campanha em homenagem ao legado do presidente António Mascarenhas Monteiro”, adiantou.

“À família enlutada e a todos os cabo-verdianos as nossas mais sentidas condolências”, acrescentou.

Albertino Graça, que na quinta-feira tinha já cancelado ações de campanha em São Vicente devido à chuva, estaria em contactos com os eleitores no interior da ilha de Santiago.

Fonte da candidatura de Joaquim Jaime Monteiro, o terceiro nome na corrida, que nos primeiros dois dias de campanha tem estado em Santo Antão, disse à agência Lusa que é também intensão do candidato suspender a campanha.

O candidato manifestou consternação pela morte do antigo presidente, que considerou “um grande amigo e companheiro de luta”.

O antigo Presidente da República de Cabo Verde António Mascarenhas Monteiro faleceu esta sexta-feira aos 72 anos, na cidade da Praia, vítima de doença prolongada.

Natural de Santa Catarina de Santiago, jurista e magistrado, António Mascarenhas Monteiro foi o primeiro presidente da República de Cabo Verde eleito por voto direto e universal, em fevereiro de 1991, com o apoio do Movimento para a Democracia (MpD).

Cinco anos depois, em 1992, foi reeleito sem qualquer adversário, de novo com o apoio do MpD.