Em 30 dias, foram feitas mais de 47 mil referências à Web Summit em redes sociais como o Facebook e o Twitter. De acordo com o estudo divulgado esta sexta-feira pela E.Life, o dia 3 de novembro foi o que registou o maior pico de atividade: em 24 horas, foram feitos mais de 3.300 posts. Cerca de 83% destas referências são positivas.

Os últimos dados do estudo promovido pelo grupo especialista em inteligência de mercado e gestão do relacionamento nas redes sociais foram divulgados a 24 de outubro. Desde essa data, foram feitos mais 21 mil novos posts sobre aquele que é considerado o maior evento de empreendedorismo e tecnologia da Europa, e que decorre em Lisboa de 7 a 10 de novembro.

A expressão “meet“, que em português quer dizer “encontro”, está no topo das preferências dos utilizadores, com 18 mil menções. Segue-se “Web Summit”, com 16 mil referências e “Lisbon”, com 3.500. Em relação aos portugueses que mais surgem nas redes, os destaques vão para Luís Figo e Durão Barroso.

O estudo tem em conta as publicações escritas no Twitter, na página do evento no Facebook, e as hashtags (etiquetas) #websummitlisbon, #websummitlisbon2016, #websummit, #websummit2016 no Instagram. A hashtag mais utilizada é a #websummit, tendo reunido já mais de 28 mil referências. Já as #lisbon e #startups contam com aproximadamente 20 mil e 17 menções, respetivamente.

O grupo E.Life Group nasceu no Brasil, em 2004, está atualmente presente na Alemanha, Austrália, Espanha, México e Portugal. Conta com 200 colaboradores e mais de 80 clientes ativos. A análise deste estudo foi efetuada através do Buzzmonitor, plataforma da E.Life para monitorização e análise de redes sociais.