O Museu Berardo vai ter entradas pagas a partir de 2017. A medida faz parte do novo protocolo assinado esta quarta-feira de manhã no Centro Cultural de Belém (CCB) pelo Ministério da Cultura e pelo colecionador José Berardo.

Por vontade de Berardo, o museu, instalado no CCB desde 2007, nunca foi pago. Porém, o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, justificou a mudança com a necessidade de “obter mais meios de financiamento”.

A adenda ao acordo assinado entre o Estado e Berardo em 2006 foi fechado na segunda-feira após seis meses de negociações entre as duas partes. Na assinatura do novo protocolo estiveram presentes Luís Filipe Castro Mendes, Elísio Summavielle, presidente do CCB, e Renato Berardo, presidente da Associação Coleção Berardo.