Três campeões olímpicos perderam esta sexta-feira as suas medalhas na sequência da reanálise das amostras dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012, anunciou o Comité Olímpico Internacional.

O halterofilista cazaque Ilya Ilin, ouro nos 94 kg em Pequim 2008 e Londres 2012, e a bielorrussa Aksana Miankova, campeã no lançamento do martelo em Pequim 2008 e sétima em Londres 2012, vão ficar sem os seus títulos olímpicos e ver apagados os seus resultados. Entre os apanhados pela reanálise das amostras congeladas está também a bielorrussa Natallia Mikhnevich, prata no lançamento do peso na capital chinesa.

Além dos medalhados, o Comité Olímpico Internacional desclassificou também a halterofilista azeri Boyanka Kostova, quinta nos 58 kg em Londres2012, a bielorrussa Nastassia Mironchyk-Ivanova, sétima no salto em comprimento na capital britânica, e a sua compatriota Sviatlana Usovich, 23.º nos 800 metros em Pequim 2008.

As desclassificações esta sexta-feira anunciadas resultam da reanálise das amostras empreendida pelo Comité Olímpico Internacional no verão de 2015. No total, a entidade olímpica já fez reanalisar 1.243 amostras, dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012, com métodos científicos mais avançados que não existiam à data.