O Banco Central Europeu (BCE) decidiu deixar as taxas de juro inalteradas, com a principal taxa de refinanciamento a manter-se em 0%, um mínimo histórico fixado em março de 2016.

A taxa de juro aplicável à facilidade de depósito permanece em -0,40% e a taxa aplicável à facilidade permanente de cedência de liquidez fica em 0,25%.

“O Conselho do BCE continua a esperar que as taxas de juro diretoras do BCE permaneçam nos níveis atuais ou em níveis inferiores durante um período alargado e muito para além do horizonte das compras líquidas de ativos”, refere o comunicado divulgado pela instituição.

O BCE indicou também que as aquisições, ao abrigo do programa de compra de ativos, se vai manter ao ritmo mensal de 80 mil milhões de euros até ao final de março de 2017 e que, a partir de abril de 2017, “as compras líquidas de ativos prosseguirão a um ritmo mensal de 60 mil milhões de euros até ao final de dezembro de 2017, ou até mais tarde, se necessário”.

O presidente do BCE, Mario Draghi, vai explicar as razões que levaram a estas decisões numa conferência de imprensa cerca das 13:30 (hora de Lisboa).